Pecuária: confira tudo sobre a criação de gado no Brasil

Pecuária: confira tudo sobre a criação de gado no Brasil

Pecuária: confira tudo sobre a criação de gado no Brasil

Tecnologia no Campo

A pecuária brasileira apresenta uma exportação relevante e abastece o mercado interno. Confira os benefícios e informações sobre este setor!

A pecuária brasileira é uma produtividade de destaque. O país leva a consideração no universo industrial, e preenche um dos melhores lugares em relação a produtividade agrícola e pecuária.

Em suma, a pecuária do Brasil está relacionada a criação de bovinos, ainda que também tenha destaque com as aves, suínos, ovinos, equinos etc.

Este setor atua com muita importância na exportação brasileira. Além disso, abastece os mercados internos. Trata-se de uma atividade da economia com desenvolvimento em área rural que se destaca pela criação de gado, objetivando o comércio destes.

Desta forma, supre a necessidade, também, dos familiares dos criadores.

Separamos esse post completo abordando tudo o que você precisa saber sobre a pecuária.

pecuária

O que é pecuária?

Trata-se de uma atividade que se relaciona a criação de gado. Por isso, faz parte deste setor a criação dos seguintes animais:

  • bois;
  • porcos;
  • aves;
  • cavalos;
  • coelhos;
  • ovelhas;
  • búfalos.

O setor acontece, de modo geral, nas áreas rurais e são reservadas a produtividade alimentícia, bem como couro, leite, carnes, lã, etc.

Pecuária de leite

A pecuária leiteira, como é denominada a criação do gado, focando da produtividade do leite, reservada a indústria dos laticínios.

É reservada a produtividade leiteira e suas derivações como:

  • iogurtes;
  • queijos;
  • manteigas.

O nosso país é, de forma mundial, um dos lugares mais potentes em relação à pecuária. Em quantitativos de cabeças do gado, o país lidera. Nós nos destacamos, também, como um dos grandes exportadores de carnes de frango e de boi.

Os estados que mais se destacam em relação a produção leiteira são:

  • São Paulo;
  • Minas Gerais.

Atualmente, no país, Minas Gerais é o estado consegue angariar o posicionamento de destaque em relação a produção do leite.

É importante lembrar que o leite é uma alimentação importantíssima para aquecer a economia. Em relação a produtividade de vários alimentos, tem atuação também como uma excelente fonte de cálcio, tornando-o um aliado para combater patologias ósseas, bem como osteoporose.

Além desta posição, o leite promove o auxílio em relação ao controle de hipertensão, bem como no crescimento e em músculos desenvolvidos. Os benefícios são importantes também para a saúde do sistema nervoso e demais critérios do organismo.

Características

Este setor precisa de animais que tenham uma boa alimentação e tratamento, com organização em ambientes que tornem propício o conforto para que haja a possibilidade da produção do leite que se abstém de transtornos e doença.

Hoje, um dos grandes problemas com relação a este setor leiteiro trata-se da recorrência da mastite bovina, patologia que prejudica muitos animais em fazendas do Brasil.

Mastites bovinas são inflamações glandulares das mamas, provocadas pelos fungos e bactérias. A patologia também pode ter como desencadeador a manutenção inadequada em momento da ordenha. Ainda, é possível que haja prejuízos no leite desses bovinos, acarretando a pontos negativos para o corpo humano.

É possível que a mastite tenha tratamento através de remédios. Contudo, o essencial é realizar medidas preventivas para realizar exames anuais nos animais, certificando-se de que os lugares do pasto estão de acordo, bem como um cuidado aprimorado com o procedimento da ordenha.

Pecuária de corte

Este setor é destinado à criação do rebanho com o intuito de produzir carnes para a ingestão humana. De acordo com a intensiva, a criação de gado é preso ou permanece em espaçamentos pequenos, com alimentação específica a partir de ração.

Nesta categoria de criação, as carnes são caracterizadas pela maciez e a qualidade boa para consumir.

Este setor do corte, trata-se de uma das áreas da agropecuária com produção maior que 7 milhões de toneladas da carne ao ano. Este setor brasileiro cresce cada vez mais e apresenta modificações em relação ao estilo do funcionário.

No passado, era muito comum que os produtores pecuaristas não abrissem mão dos rebanhos. Contudo, atualmente, estes profissionais apresentam um maior empreendedorismo e investimento nas raças do gado e uma genética melhor do boi.

Nelore

O Nelore é uma raça de gado muito importante para economia brasileira, e responsabiliza por grande parte do gado de corte. Comumente, podemos ver estes em confinamento do gado. Contudo, a maioria destes tem tratamento a pasto. Este é o formato comum, já que os custos são menores.

Melhores raças de gado para a Pecuária de Corte

Destacam-se as seguintes raças:

  • Nelore;
  • Brahman.

Nosso mercado é cheio de Nelore, desde as vacas até touros. A raça se responsabiliza pelo quantitativo maior que 80 % dos rebanhos denominados canarinhos.

Contudo, outra raça que ganha espaço neste cenário brasileiro é a raça Brahman. Ela apresenta um aumento de peso célere, além de se adaptar a tratamentos extensivos que dão a perfeição a esta raça.

Confinamento do Gado

Esta técnica é muito usada para a produção leiteira, contudo pode ser interessante também para o setor de corte. Este confinamento do gado atua com simplicidade. O produtor só terá que separar o rebanho e especificar os alimentos que devem ser balanceados a partir da ração e mineral que faz o suprimento da alimentação que o rebanho precisa.

Diferenças entre gado de leite e de corte

O gado de corte apresenta menores exigências que o gado do leite. Isto, em razão da ingestão humana que terá destino exclusivo e único para o aumento do seu peso.

O gado leiteiro necessita de minerais para que sejam capazes de promover o aumento da produtividade. Contudo, confinamentos do gado podem deixar a lida com um custo maior, e se não for realizado com planejamento, os gastos podem aumentar ainda mais. Desse modo, a lucratividade final pode diminuir.

Pecuária Extensiva

Pecuária extensiva é a criação de animais em grandes áreas, a pasto, com fins de comercialização. Não demanda grandes investimentos, corresponde à 90% das atividades agropecuárias do Brasil e é o tipo de criação mais usado para o gado de corte.

Essa é a definição mais simplificada sobre Pecuária Extensiva. Para facilitar seu entendimento, vamos destrinchá-la em algumas partes importantes.

O principal ponto que distingue esse tipo de pecuária é a extensão da área de criação. Os animais são deixados livres em grandes áreas para pastoreio.

É sempre importante lembrar que a agropecuária é um tipo de atividade voltada para o lucro. Desse modo, a criação dos animais visa a comercialização dos bens gerados, como a carne ou o leite.

Pecuária Intensiva

Pecuária intensiva se baseia na criação do gado em confinamento, usando de tecnologias e técnicas mais avançadas do que na pecuária extensiva, como a manipulação genética e a inseminação artificial, com o objetivo de aumentar a produtividade.

O gado confinado, além de exigir menos terras para criação, é mais facilmente controlado. Esse gerenciamento mais de perto permite maior cuidado na tomada de decisões e maior atenção para problemas com os animais.

Além disso, com um controle maior da alimentação do gado, o criador tem a possibilidade de nutrir melhor os animais.

Esse controle do gado feito mais de perto permite que os especialistas diagnostiquem e tratem mais rapidamente com produtos veterinários animais infectados por doenças infecto-contagiosas, como a  Febre Aftosa e a Brucelose Bovina.

Além do confinamento do gado, ponto característico da pecuária intensiva, esse tipo de pecuária usa de algumas tecnologias e técnicas avançadas de veterinária e zootecnia para maximizar os resultados.

Por necessitar de menos espaço e usar dessas técnicas, a pecuária intensiva demanda menos mão de obra que a pecuária extensiva, mas essa mão de obra precisa ser mais especializada. Mão de obra mais especializada, por consequência, gera um aumento no custo da prática.

Pecuária de precisão e a tecnologia na pecuária

Não se pode esquecer de como a tecnologia vem sendo aplicada ao campo. A pecuária de precisão fornece informações em tempo real e comunicação ao produtor. Ao contrário do que habitualmente era feito anteriormente, tudo é realizado de forma automatizada, por ferramentas como os softwares.

Alguns dos exemplos dessas tecnologias e técnicas que auxiliam nos resultados ao produtor são:

Agora que já conhece um pouco mais sobre a pecuária brasileira, dissemine as informações para os seus colegas agricultores!

Saiba tudo sobre o GPS Agrícola
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Entenda tudo sobre Drones na Agricultura
MAIS PUBLICAÇÕES
2019-01-29T23:55:45+00:00 0 Comments

About the Author:

Tecnologia no Campo

Leave A Comment