Warning: Use of undefined constant REQUEST_URI - assumed 'REQUEST_URI' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /var/www/html/wp-content/themes/Avada/functions.php on line 73
Búfalos no Brasil: tudo sobre uma criação de búfalos que tem tido muito sucesso no Brasil – Tecnologia no Campo

Búfalos no Brasil: tudo sobre uma criação de búfalos que tem tido muito sucesso no Brasil

Búfalos no Brasil: tudo sobre uma criação de búfalos que tem tido muito sucesso no Brasil

Fazenda Rio Pardo

Os búfalos são mamíferos pertences à grande família dos bovídeos, composta de diversas espécies. No gênero Bos são classificados os mais variados tipos de bovinos, tanto os domésticos como os selvagens.

Pela importância desses bovinos e pelas possibilidades que ainda têm no Brasil, o Tecnologia no Campo, em parceria com a Fazenda Rio Pardo, fez esse conteúdo especial sobre a criação de búfalos no Brasil.

Raças de Búfalos no Brasil

São reconhecidas 182 raças de búfalos no mundo, no Brasil apenas 4 raças.

A espécie bubalus bubalis subdivide-se em três variedades: fulvus, bubalis, kerebau.

Mesmo assim, apenas duas dessas variedades possuem raças representativas no Brasil:

A variedade bubalis, conhecida como búfalos de rio é representada pela:

  • Raça Murrah
  • Raça Mediterrâneo
  • Raça Jafarabadi

Já a variedade kerebau, conhecida como búfalos de pântano, é representada pela raça

  • Raça Carabao
  • Raça Rosilho

Dentre elas, damos destaque para a raça que particularmente é mais comum: a raça Murrah. Essa foi a raça escolhida por Dna Maria Cecília de Almeida Prado e criada desde 1980 em suas fazendas no interior de São Paulo.

Os primeiros exemplares de búfalos foram introduzidos oficialmente através da ilha de Marajó, em 1895, dando início à formação do rebanho brasileiro.

Búfalos

Raça Murrah e suas Características

A raça Murrah tem origem na Índia, na região do sul do Punjab e na província de Bombaim.

São típicos de uma grande classe de animais profundos, maciços, curtos, largos e leiteiros.

Possui chifres curtos, com anéis apertados, úbere bem desenvolvido, ancas largas. No Brasil, a bubulino cultura está presente em todas as regiões, predominando na região norte com o maior rebanho nacional (aproximadamente 700 mil cabeças).

Vale ressaltar algumas características da espécie:

  • longevidade
  • rusticidade
  • fertilidade
  • precocidade
  • adaptabilidade

Se adaptam bem a climas quentes e úmidos. São mais sensíveis à baixa umidade do que à alta temperatura. Por fim, o búfalo possui o que se chama de tripla aptidão. Ou seja, é propício ao leite, à carne e à tração.

Características dos Búfalos

Rusticidade

Devido a sua rusticidade, o búfalo consegue sobreviver e produzir nas mais precárias condições.

No entanto, se o desejo é performance produtiva para fins econômicos há que se desenvolver boas condições de manejo, alimentação adequada, cuidados zootécnicos atentos e melhoramento genético com regularidade.

Aparelho digestivo resistente

Com um privilegiado aparelho digestivo (com maior espaço e riqueza microbiana que os bovinos) é capaz de realizar uma conversão alimentar mais eficaz.

Os búfalos conseguem transformar pastos grosseiros, de baixo valor nutricional, em carne e leite, o que também o torna um melhorador de campos, por não ser tão seletivo como o bovino.

Fertilidade, baixa mortalidade e alta longevidade

A fertilidade é também um grande diferencial da espécie, pois os índices de parição são superiores a 80%, podendo chegar a quase totalidade das fêmeas quando estas são bem alimentadas e é realizado um correto manejo produtivo.

Outro ponto importante é a baixa taxa de mortalidade, tanto em animais jovens como em adultos. Além disso, os búfalos têm uma alta longevidade, o que faz com que o bubalino possa atingir os trinta anos de idade. Os animais são férteis até os vinte anos de idade.

As fêmeas bubalinas têm a característica de concentrarem os cios numa época bem restrita do ano. Isto é, naquela que lhes é mais favorável, requer em razão disso planejamento e investimentos voltados para a desestacionalização reprodutiva, sendo este um dos grandes desafios da atividade.

As búfalas têm um período de gestação em torno dos 10 meses e meio, produzem praticamente um terneiro por ano que nasce com peso em torno de 35kg.

A primeira cria ocorre em torno dos 36-38 meses e o intervalo entre partos médio fica em cerca de 14 meses.

Quando as fêmeas estão em boas condições nutricionais e o manejo reprodutivo é feito corretamente, a taxa de fertilidade pode ir a 90% O desmame ocorre entre 8 – 10 meses com peso de 180-200 kg em rebanhos de exploração leiteira

Resistência e doçura

O búfalo bem manejado é um animal extremamente dócil, mas privado da presença do homem tende a perder a docilidade e até tornar-se agressivo.

Devido à rusticidade, o búfalo permite uma economia de mão de obra, pois quase inexiste problemas como carrapatos, bernes, bicheira, doenças de olhos.

Cuidados com desconforto dos búfalos

Em razão de sua coloração negra e a grande quantidade de melanina produzida pelas células basais da epiderme, resultam absorção de cerca de 70-90% da incidência de radiação de luz visível. Isso promove grande desconforto no animal, havendo necessidade de sombra para melhor conforto térmico.

A gordura produzida por suas glândulas sebáceas, mais ativas do que as de bovinos, causa a reflexão de parte da radiação solar, além de contribuir na proteção contra a penetração de substâncias tóxicas eventualmente presentes na água e auxiliam o animal a flutuar.

Os búfalos possuem também uma menor quantidade de glândulas sudoríparas, o que reduz sua capacidade de dissipação do calor corporal.

Búfalos

Produtos produzidos pelos búfalos e suas características

O búfalo é uma máquina quase perfeita na produção de carne, leite e seus derivados, couro e trabalho. Disso praticamente ninguém discorda.

Búfalos para o leite

O leite de búfalas possui mais proteínas e ácido linoleico conjugado (CLA) comparado ao leite bovino. Também, possui beta (β) caseína A2 ao invés de β-caseína A1. O CLA é um ácido graxo, que possui ação anticancerígena, reconhecida pela sociedade americana de medicina.

Portanto, o leite de búfala e os seus derivados têm maior digestibilidade do que o leite bovino.

Búfalos e sua carne

Já a carne bubalina chegou a ser mencionada por Wyland Cripe, pesquisador americano, como uma das mais saudáveis ao consumo humano. A carne premium dessa espécie é um produto recente, com sabor inesquecível!

O interessante dessa carne é que seu paladar, aroma e aparência são semelhantes à bovina, e por isso, não costuma despertar rejeição.

Couro de Búfalo

O couro de búfalo possui espessura de sete a 10 mm, pesa o dobro do bovino e seu valor está associado ao animal jovem, que possui demanda pelo setor da moda.

Búfalo para tração

Como animal de trabalho, pode tracionar cerca de 1.200 Kg a três Km/h e é utilizado em cultivos de arroz, para puxar carroça, na coleta de lixo de cidades da ilha do Marajó e como transporte do exército, em situações de selva, por ser capaz de buscar seu próprio alimento.

Todas essas características natas da espécie e os produtos advindos do búfalo eram por Dna Maria Cecília, quando foi apresentada ao búfalo em 1980, por seu compadre e vizinho de porteira.

Criadores de búfalos no Brasil e suas dicas de manejo

A Fazenda Rio Pardo

Dentro os diversos criadores de búfalos no Brasil, temos a fazenda Rio Pardo como uma das maiores referências. Com sucesso confirmado desde o século passado, a fazenda tem muita experiência na criação e na genética desses bovinos.

Por isso, aqui vão alguns conselhos para a criação de búfalos, de acordo com especialistas da fazenda e suas experiências.

“O manejo que optamos por desenvolver tem como inspiração as nossas premissas trazidas previamente. No que tange a alimentação, buscamos alimento de qualidade e quantidade adequada.

A composição de nossas pastagens é feita com o MG4 e o MG5 para as áreas intensivas e o convert e a mombaça para as pastagens deferidas, bem como irrigação com semeadura de aveia.

Iniciamos um projeto de irrigação de nossas pastagens com a implementação do sistema rotacionado.

Assim, no verão usamos o pasto rotacionado, e no inverno fazemos o semi confinamento, se necessário for de acordo com as chuvas.

Utilizamos a silagem com cana de açúcar e inserimos suplementação alimentar com concentrado a base de subprodutos.

Fazemos a gestão das informações com coleta de dados a partir de caderno de campo, utilizamos um quadro reprodutivo e de crescimento bastante visual e alimentamos um programa de gestão de dados com acesso a inúmeros relatórios.

Realizamos a monta natural com touros, realizamos também a técnica de inseminação artificial IATF e fazemos fertilização in vitro há 3 anos.

Fazemos a comunicação de cobertura e nascimento para a Associação Brasileira de Criadores de Búfalos para obtenção do registro provisório e posterior registro definitivo de todo o rebanho.

Acreditamos que uma entidade representativa de nossa pecuária é essencial para o fortalecimento de nosso setor, assim desde 1980 registramos os nossos animais na ABCB.

A higienização de nossa ordenha é feita com pré dipping, mas não fazemos pós dipping, porque os bezerros ficam com suas mães após a ordenha.

Temos, atualmente, uma instalação de ordenha com duplo seis, estruturada em uma construção dos anos de 1800, que, adaptada, se transformou em nossa atual ordenha. Mesmo assim, planejamos para uma nova estrutura que será adequada e mais confortável para as búfalas.

Com a pastagem irrigada e rotacionada planejamos duplicar o rebanho, quando faremos uma nova instalação para atendimento dessa nova estrutura de ordenha.”

Ficou interessado na produção de búfalos para a sua propriedade e quer entender melhor os primeiros passos?

Fale conosco! Tenho certeza que conseguiremos te ajudar!

Ordenha: tudo que você precisa saber para um processo eficiente
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Agrishow 2019: o que esperar dessa edição do evento
MAIS PUBLICAÇÕES
2019-06-11T23:53:31-03:00 0 Comments

About the Author:

Tecnologia no Campo

Leave A Comment