Agroecologia: como esse tema pode ajudar no desenvolvimento da produção rural e ainda salvar nosso planeta

Agroecologia: como esse tema pode ajudar no desenvolvimento da produção rural e ainda salvar nosso planeta

Tecnologia no Campo

Agregar diferentes conhecimentos é sempre uma técnica inteligente para avançar em qualquer área de atuação, inclusive na agricultura.

Justamente o que acontece com a agroecologia, que deve ganhar cada vez mais espaço no mercado. Isso acontece porque essa forma de produção rural agrega conhecimentos científicos que contribuem para que a agricultura tradicional seja mais sustentável.

Ficou curioso? Então continue lendo para entender melhor o que é agroecologia, como ela é aplicada no cotidiano e qual a sua importância para nos ajudar a salvar nosso planeta.

O que é a Agroecologia?

Acima de tudo, podemos descrever a agroecologia como uma forma mais consciente e respeitosa de desenvolver a produção rural.

O conceito de agroecologia foi desenvolvido pelo pesquisador Howard em 1934. No entanto, o termo agroecologia só passou a ser usado e ensinado com o conceito desse pesquisador a partir do trabalho do pesquisador Lysenko. 

Segundo o professor Carlos Pinheiro Machado, autor do livro Dialética da Agroecologia, esse termo passou a ser utilizado para representar uma agricultura que abrange conceitos culturais, éticos, ambientais e dimensões sociais.

Por ser uma forma de produção rural que considera muitos aspectos além da plantação e colheita, a agroecologia se mostra como uma proposta totalmente atual e necessária para recuperar os danos que o planeta está sofrendo por causa da forma tradicional de cultivo.

Atualmente, quando se fala em plantações de larga escala, a forma de plantar e tratar a terra não vem sendo respeitosa e consciente, impactando negativamente no ecossistema como um todo.

Ao adotar os princípios da agroecologia nos cultivos, a mudança tende a ser muito positiva para toda a sociedade. Uma vez que o cultivo passa a ser muito mais sustentável.

Portanto, os princípios da agroecologia contribuem para evitar poluição dos solos e da água e aumentar a capacidade produtiva sem esgotar os recursos naturais do planeta. 

Olho do Dono

Princípios básicos da Agroecologia

Um dos princípios básicos da agroecologia consiste no apelo à biodiversidade. Quando pensamos em agroecologia é interessante perceber que dentro desse conceito todas as formas de vida presentes na agricultura são importantes.

Por isso, as plantas, animais, minerais e até mesmo os microrganismos são tratados como parte do processo e que requerem respeito.

Na agroecologia, temos o objetivo claro de diminuir o uso de defensivos agrícolas e adubos químicos solúveis, que, em excesso, podem contaminar os alimentos e também empobrecer o solo.

Mesmo com a diminuição do uso dos defensivos, a agroecologia consegue aumentar a capacidade produtiva.

Isso só ocorre porque a agroecologia se baseia na união de saberes, unindo as técnicas tradicionais de cultivo aos novos conhecimentos, novas tecnologias limpas e insumos que são capazes de ofertar maior capacidade produtiva sem esgotar o solo.

E pelo fato de ser um cultivo muito mais preocupado com todos os aspectos que envolvem a vida no campo, a tendência é que a agroecologia passe a ser um conceito cada vez mais discutido em sociedade e mais aceito e aplicado no cotidiano do campo.

Tendo em vista que é de interesse de todos que o universo agro seja eficiente e menos poluente. Afinal, o agronegócio é um dos pilares da economia brasileira.

No entanto, é preciso evoluir as técnicas de cultivo para diminuir os impactos ambientais e até mesmo sociais que o processo de cultivo atual tem causado.

Uma vez que o mundo discute a cada dia a importância de poluirmos menos e evitarmos que o planeta entre em colapso, a preocupação social com o agro tem aumentado e adotar novas práticas é importante para melhorar todo o processo de cultivo.

Os cultivos da agroecologia são orgânicos?

Não necessariamente. A agricultura orgânica é uma das partes da agroecologia. No entanto, a agroecologia visa uma revolução na forma de cultivar alimentos, empregando metodologias tradicionais de cultivo associadas a novas tecnologias para melhorar a capacidade produtiva.

O que gera menos problemas ambientais. Além disso, o emprego de tecnologias limpas no campo tende a otimizar os recursos. 

Dessa forma, a mudança da agricultura tradicional para o modelo da agroecologia tende a ser financeiramente positiva para o agricultor. Tendo em vista que o modelo da agroecologia é mais barato e sustentável.

Como a agroecologia ajuda no desenvolvimento rural?

A agroecologia visa uma sistematização que transforme a agricultura em uma prática ambientalmente sustentável o que é excelente para o meio ambiente e para a saúde de todos.

Além disso, a agroecologia visa que a agricultura seja socialmente justa e economicamente eficiente. De modo que a produção possa ser maximizada através do solo saudável. 

Outro aspecto importante da agroecologia é que todos os envolvidos no processo são beneficiados, não só no aspecto sociocultural, como também nos aspectos econômicos, tecnológicos e ecológicos. 

Com isso, além de estar totalmente relacionada à agricultura de precisão, pensando no aumento da produtividade, a agroecologia também está ligada com a agricultura familiar.

Tudo isso ocorre justamente pelo fato de tornar o ciclo da agricultura mais saudável e sustentável, recuperando a qualidade da terra após anos de monocultura.

Viabilidade da agroecologia

Tornar os cultivos mais sustentáveis é uma opção totalmente viável e excelente alternativa para a saúde humana e do planeta.

Com a crescente debate sobre defensivos, a procura por alimentos orgânicos tem crescido e o mercado já está acompanhando essa tendência.

Os pequenos produtores já marcam presença em feiras e eventos, onde vendem alimentos orgânicos com selos de qualidade, exatamente como o público procura.

Além de haver procura por parte do público o que garante bons rendimentos para os produtores que optam por essa opção de cultivo, o cuidado com o solo e mudança de forma de cultivar é importante para a saúde do planeta.

Por isso, aderir ao sistema de agroecologia e optar por cultivos orgânicos é uma boa opção para quem se preocupa com o meio ambiente e deseja um espaço para crescer no universo do agro.

De acordo com dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), o setor dos alimentos orgânicos cresceu 20% entre 2017 e 2018.

O crescimento tão considerável durante um cenário de crise econômica é um fator a ser considerado pelos que desejam migrar da agricultura tradicional para um modelo mais sustentável e que entrega alimentos com maior qualidade.

Ordenha: tudo que você precisa saber para um processo eficiente
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Agrishow 2019: o que esperar dessa edição do evento
MAIS PUBLICAÇÕES