Fertilizantes NPK: Tudo que é necessário saber antes de comprá-lo

Fertilizantes NPK: Tudo que é necessário saber antes de comprá-lo

Fertilizantes NPK: Tudo que é necessário saber antes de comprá-lo

Tales Bernardes / Tecnologia no Campo

        O fertilizante NPK é um complexo composto principalmente pelos três nutrientes primários necessários para o crescimento saudável das plantas. A indústria agrícola depende muito do uso do fertilizante NPK para atender ao suprimento global de alimentos e garantir cultivos saudáveis.

Você vai ver nesse post:

  • O que é o Fertilizante NPK
  • Nitrogênio (N) nos Fertilizantes NPK
  • Fósforo (P) nos Fertilizantes NPK
  • Potássio (K) nos Fertilizantes NPK
  • Produção de Fertilizantes NPK
  • Apresentações dos Fertilizantes NPK

O que é o Fertilizante NPK

        Existem numerosos blocos de construção que as plantas precisam para um crescimento saudável e ótimo. Sem esses nutrientes, as plantas não podem crescer até o seu potencial máximo, fornecerão rendimentos mais baixos e serão mais suscetíveis a doenças.
 
        Os três nutrientes mais importantes, sem os quais nenhuma planta poderia sobreviver, são referidos como os macronutrientes primários: Nitrogênio (N), Fósforo (P) e Potássio (K).
 
        Os solos geralmente não possuem esses nutrientes em quantidades ótimas ao desenvolvimento da planta, seja naturalmente ou como resultado do cultivo excessivo ou de outros fatores ambientais.
 
        Nos casos em que faltam os solos, os nutrientes devem ser devolvidos ao solo para criar o ambiente ideal para o crescimento ideal das plantas. Cada um dos nutrientes primários é essencial na nutrição das plantas, desempenhando um papel fundamental no crescimento, desenvolvimento e reprodução da planta.
 
Para saber melhor as necessidades nutricionais do solo da sua propriedade, faça sempre a análise de solos:
agricultura familiar

Nitrogênio (N) nos Fetilizantes NPK

        O nitrogênio é um componente chave em muitos dos processos necessários para o crescimento. Em particular, o nitrogênio é vital para a clorofila, que permite que as plantas realizem a fotossíntese (o processo pelo qual absorvem a luz do sol para produzir açúcares a partir de dióxido de carbono e água).
 
        O nitrogênio é também um componente significativo nos aminoácidos, a base das proteínas. O nitrogênio também está presente nos compostos que são responsáveis pelo armazenamento e o uso de energia.
 
        Um estudo analisou os rendimentos de cereais dos EUA e como eles foram afetados pela omissão de fertilizantes nitrogenados. O estudo estimou que, sem o nitrogênio, a produtividade média do milho caiu 41%, o arroz 37%, a cevada 19% e o trigo 16%.

 Fontes de nitrogênio:

        Embora o nitrogênio possa ser absorvido e convertido em um nutriente utilizável da atmosfera, e possa estar naturalmente presente nos solos, é quase sempre desejável suplementar o nitrogênio para garantir que as plantas tenham a quantidade ideal disponível para eles.
        Os seguintes materiais podem ser incluídos nas misturas NPK como fonte de nitrogênio:
Fontes Inorgânicas Comuns de N em Misturas NPK:
  • Uréia.
  • Nitrato De Amônio.
  • Amônia Anídrica.
Fontes orgânicas comuns de N em misturas NPK:
  • Dejetos de Animais.
  • Composto de Cama.
  • Farinha de Sangue.
  • Farinha de Penas.

Fósforo (P) nos Fetilizantes NPK

        O fósforo também desempenha um papel em uma série de funções necessárias para o crescimento saudável das plantas, contribuindo para a resistência estrutural, a qualidade da cultura, a produção de sementes e muito mais.
 
        O fósforo também estimula o crescimento das raízes, promove a floração e é um nutriente essencial na estrutura do DNA. A transformação da energia solar em compostos utilizáveis também é amplamente possível devido ao fósforo.
 

Fontes de fósforo:

        Como o nitrogênio, o fósforo no fertilizante NPK pode vir de fontes orgânicas e inorgânicas:
Fontes Inorgânicas Comuns de P em Misturas NPK:
        A principal fonte de fósforo inorgânico é a rocha fosfática. A rocha fosfatada triturada pode ser aplicada diretamente aos solos, mas é muito mais eficaz se for processada em grânulos menores, por estar mais prontamente disponível para a absorção pela planta.
Fontes orgânicas comuns de P em misturas NPK:
  • Dejetos de Animais,
  • Composto de Cama.
  • Biosólidos.
  • Farinha de Sangue.
  • Farinha de Ossos.

Potássio (K) nos Fetilizantes NPK

        O potássio também é vital em uma variedade de outros processos que contribuem para o crescimento e desenvolvimento. O potássio é frequentemente chamado de “elemento de qualidade”, devido à sua contribuição para muitas das características que associamos à qualidade, como tamanho, forma, cor e até sabor, entre outros.
 
        As plantas com baixo teor de potássio são retardadas no crescimento e proporcionam rendimentos mais baixos.

Fontes de potássio:

        O potássio pode ser obtido de uma ampla variedade de fontes, tanto orgânicas quanto inorgânicas:
Fontes Inorgânicas Comuns de K em Misturas NPK:
        A principal fonte inorgânica de potássio para uso em fertilizantes NPK é a rocha potássica.
        Como a rocha fosfática, a potássica é extraída em todo o mundo e transformada em um produto mais refinado. O potássio também pode vir do pó de sulfato de potássio, langbeinita e granito.
Fontes orgânicas comuns de K em misturas NPK:
  • Dejetos de Animais.
  • Composto de Cama.
  • Cinzas De Madeira.

Produção de Fertilizantes NPK

        O fertilizante NPK está disponível nas formas líquida, gasosa e granular, sendo granular o mais comum. Existem muitos métodos para produzir um fertilizante NPK granular. Os componentes individuais podem ser produzidos separadamente e misturados em formulações específicas para criar razões nutricionais alvo.
 
        Os grânulos “tudo-em-um” contendo a proporção desejada em cada grânulo também podem ser produzidos. As abordagens mais comuns para produzir fertilizante NPK granular incluem:
  • Sistemas de granulação de reator de tubulação.
  • Sistemas de Granulação de Tambor.
  • Sistemas de Granulação Mixer-Secadora (Incorporando um moinho de pug).
  • Sistemas de peletização em discos.
  • Sistemas de Granulação Spherodizer.
  • Sistemas de preenchimento.

Diferentes Apresentações dos Fertilizantes NPK

        Enquanto os fertilizantes NPK são compostos principalmente pelos três nutrientes primários, a flexibilidade no processamento permite que vários outros micronutrientes sejam incorporados à mistura. Por exemplo, o NPKS vem ganhando popularidade em resposta aos solos deficientes em enxofre resultantes da Chuva Ácida. Fertilizantes especiais, ou fertilizantes formulados para atender às necessidades específicas de nutrientes de um determinado local, também estão se tornando mais populares.
 
        O fertilizante NPK sólido fornece seus nutrientes lentamente. Assim, tem um efeito a longo prazo, que muitos horticultores apreciam. A chuva não a “lava do chão” tão rapidaemente. Este tipo de fertilizante é geralmente administrado às plantas através do chamado processo de cobertura, o que significa que o produto é polvilhado uniformemente sobre toda a superfície do solo, e assim não é trabalhado em profundidade. A adubação em profundidade é preferível apenas para plantas de raízes profundas (como plantas e árvores frutíferas), a fim de fornecer nutrientes às raízes com mais rapidez e eficácia. O uso de fertilizante sólido também levanta a questão da fertilização pontual.
 
        O fertilizante líquido NPK é usado principalmente em vasos de plantas e raramente em cultures de produção. Está presente através, tanto o método de irrigação (fertilizante líquido é adicionado à água) quanto no de fertilização pontual, que fornece nutrientes às plantas individulmente.
 
        Outro método é o chamado método de fertilização foliar (na parte inferior das folhas da planta), que é recomendado apenas para algumas plantas (por exemplo, orquídea).
Ordenha: tudo que você precisa saber para um processo eficiente
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Agrishow 2019: o que esperar dessa edição do evento
MAIS PUBLICAÇÕES
2019-03-09T17:15:16+00:00 1 Comment

About the Author:

Avatar

One Comment

  1. Avatar
    Alexandre 08/05/2019 at 21:28 - Reply

    Amei a explicação, tirou todas minhas dúvidas, obrigado.

Leave A Comment