Agricultura 4.0 é o futuro!

Azevém: saiba como combater essa erva daninha

O azevém é uma planta que já foi muito utilizada na alimentação de ruminantes. Com suas propriedades nutritivas, é cultivado em regiões frias, sendo muito presente no sul do Brasil.

Contudo, a utilização em excesso fez com que essa planta fosse propagada para várias outras culturas. Assim, como o azevém é uma planta daninha, ele rouba nutrientes de outras plantas, prejudicando imensamente a produtividade em cultivos de grãos.

Portanto, saber controlar essa planta invasora é muito importante para manter sua lavoura saudável. Para saber mais informações sobre o azevém, o problema de sua resistência a herbicidas, assim como realizar o seu manejo eficiente, continue a leitura do nosso conteúdo. Esperamos que goste!

O que é o azevém?

O azevém (Lolium multiflorum) é uma erva daninha muito importante e comum nas regiões temperadas do sul do Brasil. Pertencente à família das gramíneas, é uma das poucas plantas dessa categoria que vegetam durante o período de inverno.

Inicialmente, essa planta era muito utilizada para pastejo na alimentação de gado, já que possui características nutricionais altamente interessantes para esses ruminantes. Além disso, o azevém era usado na preparação do solo por meio do plantio direto.

No entanto, por ter sido utilizado de forma excessiva, o azevém se espalhou de forma exagerada para outros cultivos, assim como hortas e jardins. Por isso, atualmente é uma das principais plantas invasoras nas culturas de grãos no país, como aveia, trigo e soja.

Ainda hoje, o azevém é utilizado como forragem para animais em alguns lugares do Brasil. Porém, técnicas para manejar e combater essa planta daninha estão sendo muito realizadas, principalmente em lavouras e culturas de inverno. Isso acontece porque a propagação do azevém está sendo feita de forma muito rápida, prejudicando a produtividade de diversas plantações de grãos em território nacional.

Características do azevém

Com ciclo anual, o azevém pode chegar a produzir 3 mil sementes, forma como ocorre sua reprodução. De tamanho pequeno, as sementes dessa planta invasora germinam tanto no claro quanto no escuro, podendo apresentar dormência.

Essas características permitem que as sementes sejam facilmente disseminadas pelo vento, podendo ocasionar fluxos de emergência na lavoura. Contudo, elas não persistem por mais de 540 dias nas plantações.

Outra particularidade dessa planta é que ela possui maior taxa de crescimento e desenvolvimento em locais com temperaturas próximas a 20℃. Porém, o azevém possui crescimento lento no início de sua emergência, com isso, não é uma planta com alta capacidade competitiva.

Os prejuízos que o azevém causa às culturas de grãos são, principalmente, em condições onde há grandes infestações. Nesses casos, ele prejudica de forma significativa as produções, podendo diminuir em até 56% a produtividade do trigo

A resistência do azevém a herbicidas

Aplicado para o controle de plantas daninhas, o glifosato é um herbicida que foi muito utilizado em cultivos de soja e frutíferas nos últimos anos. Isso causou uma pressão de seleção do azevém, assim, em 2003, foi registrado o primeiro caso de população de azevém resistente a glifosato no Brasil.

Além disso, o uso indiscriminado de outros herbicidas nas plantações fez com que houvesse mais casos de resistência da planta a esses produtos, como os inibidores de ALS. Também foram registrados casos de resistência múltipla do azevém aos herbicidas glifosato e clethodim. 

Com isso, começaram a ser implementadas práticas para controlar a proliferação de azevém nas plantações. Porém, devido a falhas nesse processo, assim como o seu vigente uso em forragem para gado, houve grande disseminação da planta para outras culturas. 

Dessa forma, atualmente, mais de 80% das populações de azevém são resistentes ao glifosato no Brasil. Também existe a preocupação com o surgimento de resistência dessa planta daninha a outros mecanismos utilizados para o seu controle

Esse problema gera muitos custos ao produtor, já que a presença de azevém resistente a glifosato na cultura de soja pode aumentar em até 148% os custos totais. Portanto, é preciso ter cautela e seguir boas práticas para o manejo correto de azevém na sua lavoura.

Dicas para realizar o correto manejo do azevém

A entressafra é o momento ideal para realizar o controle do azevém, já que nesse período existem mais opções a serem utilizadas. O manejo dessa planta é realizado geralmente em duas etapas, na pré-emergência ou na pós-emergência.

No período de pré-emergência, a aplicação do herbicida é realizada após a semeadura e antes da emergência do azevém. O uso do herbicida depende das características da área onde será aplicado, como teor de argila, teor de matéria orgânica e cobertura do solo. Nesse período, os herbicidas mais utilizados são: s-metolachlor e trifluralina.

Já o momento de pós-emergência consiste na aplicação do herbicida após a emergência do azevém. Sobre plantas pequenas, o recomendado é fazer aplicações em pós-emergência. Nessa situação, os principais herbicidas que podem ser usados são: cletodim, haloxyfop, glifosato, paraquat e glufosinato de amônio.

Preparamos algumas dicas para você realizar o correto manejo do azevém, confira:

  • Conheça a biologia da planta antes de realizar o seu manejo;
  • Estude o histórico de resistência da área;  
  • Realize a rotação de mecanismos herbicidas;
  • Faça a rotação de culturas;
  • Utilize a adubação verde;
  • Faça a limpeza de máquinas e implementos antes de usá-los em novas áreas;
  • Consulte um engenheiro agrônomo para te auxiliar no melhor produto a ser utilizado, assim como as dosagens e o período de aplicação correto.

Para o controle do azevém, fazer o uso responsável dos herbicidas é fundamental para garantir que não haja mais resistência dessa planta que causa tantos prejuízos à lavoura. Além disso, o correto manejo evita a disseminação de populações de azevém resistentes para novas áreas. Se você deseja saber mais informações sobre manejo eficiente, não deixe de conferir nosso conteúdo sobre manejo de resistência para deixar sua propriedade livre de pragas resistentes!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.