Silo

Silo: saiba tudo sobre essa forma de armazenamento

Silo: saiba tudo sobre essa forma de armazenamento

Todo armazenamento de safra ajuda na rentabilidade, pois garante que você não perca seus produtos. Entretanto, não pode ser feito de qualquer forma! Os silos, portanto, são meios de armazenamento eficazes para o produtor que quer otimizar a comercialização e utilização de seus produtos.

Você entende a importância de possuir um silo para armazenagem de grãos e silagem? Caso queira saber um pouco mais sobre os tipos de silo e suas vantagens, este artigo é perfeito para você! Acompanhe a leitura e aprimore o seu agronegócio.

O que é um Silo?

Os silos são estruturas para a armazenagem de produtos agrícolas. Neles, a produção pode ser depositada em seu estado natural, sem a utilização de sacos.

Essas construções têm como objetivo, principalmente, a comercialização da colheita.

A comercialização da colheita é executada após a definição da estratégia de comercialização.

Já a estratégia de comercialização é o ponto chave para obter mais lucratividade, e é com a armazenagem de boas safras que o produtor consegue atingir esse objetivo.

Podemos dizer que os silos são recursos práticos e necessários, dependendo do momento que você vá vender ou utilizar sua colheita. Isso pois eles mantêm a qualidade do produto armazenado e são fáceis de encher e esvaziar.

As 3 funções dos silos

Os silos possuem três funções principais. Veja:

  1. Uma das funções dos silos é o armazenamento de grãos, e eles são conhecidos como silos graneleiros. Estes silos mantêm os grãos secos, evitando sua deterioração. 
  2. Outra função é o armazenamento de forragem, que tem como objetivo manter a o material vegetal para a alimentação animal baseado na fermentação láctica.
  3. E, por fim, temos os silos para armazenamento de biomassa, que serve para manter a biomassa seca, protegendo-a da chuva e da umidade que o solo pode trazer. Normalmente este tipo de armazenamento é feito em locais ventilados e de fácil drenagem.

Saber para quê servem os silos nos levam ao seguinte tópico: quais os tipos de silos existem para cada função citada acima?

Quais os tipos de Silo?

Os tipos de silos variam conforme o objetivo de cada armazenamento. Ou seja, existem tipos específicos para armazenar grãos e outros tipos destinados para armazenar forragem e biomassa.

Tipos de silos graneleiros

Os principais tipos de silos graneleiros são os seguintes:

Silos metálicos 

Os silos metálicos possuem estruturas de aço e são construídos por empresas especializadas. Eles conservam os grãos armazenados por, aproximadamente, um ano e não alteram a qualidade do produto. Além disso essas estruturas costumam durar até 30 anos!

Silos de concreto

Os silos de concreto são conhecidos principalmente nas regiões que produzem milho e arroz — dois cereais de grande importância para o agronegócio. 

Em condições ideais, o produto armazenado pode manter a sua qualidade por até quatro safras.

Importante: sua construção deve ser feita por empresas especializadas neste tipo de construção, assim como os silos metálicos. 

Silos de alvenaria 

Os silos de alvenaria são resistentes, porém necessitam de manutenção constante, pois podem apresentar defeitos em seu material no decorrer do tempo, com os impactos climáticos e com a incidência de chuva.

O tempo sugerido para o armazenamento dos grãos é de um ano nesse tipo de silo.

Tipos de silos para forragem ou biomassa

Os principais tipos de silos para a armazenagem de forragem ou biomassa são os de superfície e os de trincheira. Entretanto, existem outros que são projetados para suprir a necessidade das diferentes propriedades agrícolas, como o silo-fardo revestido por filme plástico (bola) e os silos tubulares

Portanto, iremos falar um pouquinho sobre cada um dos tipos de silos que existem para armazenar a silagem e biomassa. Veja a seguir.

Silos de trincheira

Os silos de trincheira possuem a forma de trapézio e atualmente são os silos mais comuns, por conta de seu baixo custo de construção, facilidade de carregamento, compactação e descarregamento.

Silos de superfície 

Os silos de superfície são os que possuem menor custo de construção, pois não são necessários revestimentos ou construir estruturas de alvenaria para a sustentação do silo. O material depositado nesse tipo de silo deve ser amontoado e compactado sobre o solo. Além disso, ele deve ser coberto por uma lona plástica que fica segurada pela terra ao redor.

Silo “bag”

Os silos “bags” ou silos bolsas consistem no armazenamento da silagem com a ajuda de maquinário que empacota a forragem. Assim, o tamanho desse tipo de silo pode variar de 30 a 60 metros e, além disso, podem armazenar de 2 a 6 toneladas de silagem por metro.

Silo fardo

O silo fardo ou silo bola consiste no armazenamento da silagem através de filmes plásticos. Essa é conhecida como a primeira tecnologia que permitiu o comércio de silagem, pois o transporte de silagem por meio desta técnica é extremamente facilitado. As bolas apresentam peso que pode variar de 200 a 600kg.

Quais as vantagens dos silos?

Cada tipo de silo possui benefícios e ao produtor. Vamos falar um pouco sobre elas abaixo.

Os principais fatores que determinam a vantagem para o produtor são: os custos de sua construção, a dificuldade do carregamento e descarregamento e a eficiência da conservação do produto dentro dos silos.

Os silos são contribuidores diretos para o sistema produtivo do país e ajudam a reduzir custos de forma global na cadeia de consumo do agronegócio. Além disso, existem vantagens individuais para o produtor que pensa em construir uma estrutura desse tipo. 

Algumas delas são: 

  • Permite a comercialização da safra de forma parcial e no momento adequado. Isto é, o produtor ou gestor da lavoura decidirá quando e como irá vender seu produto, podendo analisar o melhor momento para vendê-lo à um preço mais oportuno.
  • Permite que o produto armazenado valorize. O produtor acaba agregando valor quando guarda sua colheita em silos próprios, ampliando seus ganhos.
  • Possibilidade de contratar fretes mais baratos em período de baixa demanda.
  • Possibilidade de aproveitar de subprodutos decorrentes do processo, beneficiando sua própria fazenda ou comercializando as impurezas, cascas, sobras, etc. Isso acaba por aumentar a rentabilidade como um todo.

Quanto custa um Silo?

Os custos de cada tipo de armazenamento podem variar conforme a sua necessidade, objetivo e o tipo de armazenamento que será feito.

Se o grande produtor precisar de silos metálicos para armazenar seus grãos ou cereais, o investimento pode ser de, em média, de R$ 2 milhões.

Os silos bolsas podem custar, em média, por bolsa, R$ 1.500.

Portanto, os custos são extremamente dependentes da necessidade do gestor da fazenda. Além disso, os preços variam conforme a empresa que irá fornecer os serviços e os materiais para a construção do silo.

Por fim, devemos ressaltar a importância de contratar um profissional especializado ou um consultor agrônomo para analisar o cenário da sua fazenda. Somente ele poderá indicar o silo mais adequado e fornecer um orçamento preciso.
Você se interessou por essa técnica de armazenamento? Se sim, dê uma olhada também no nosso artigo sobre crédito rural e aprenda como adquirir capital para construir o seu próprio sistema de silos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.