potro

Potro: dicas para o sucesso com a reprodução dos cavalos

A reprodução de cavalos é uma atividade essencial no que diz respeito à continuidade e melhoramento genético de raças ao redor de todo o mundo. Prova disso é o aumento no número de registro e exemplares de potros em grandes associações, como a Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador ou a Associação Brasileira de Criadores e Proprietários do Cavalo de Corrida.

Nesse contexto, é importante ficar atento não apenas ao cruzamento entre o garanhão e a égua, mas também ao acompanhamento dessa gestação e, sobretudo, os “primeiros passos do potro”.

E foi pensando justamente nisso que preparamos um conteúdo completo com tudo o que você precisa fazer e saber para ter sucesso com a reprodução de cavalos.

Fases de reprodução de cavalos

Para os especialistas ou adeptos ao processo de reprodução de cavalos, existem quatro etapas que devem ser cuidadosamente acompanhadas. Confira a seguir quais são elas:

  • Cio: é justamente a partir do cio da égua que o processo de reprodução se inicia. Isso porque é apenas nesse momento que as fêmeas aceitam o acasalamento do garanhão. Para reconhecer quando uma égua está no cio, é preciso levar em consideração ao temperamento da fêmea e sua vulva (temperatura, secreção e abertura).
  • Cobertura: para que a cobertura da fêmea seja feita de maneira satisfatória, é muito importante garantir uma alimentação saudável com as devidas atividades físicas do garanhão. Cavalos bem preparados podem cobrir até 50 fêmeas no ano.
  • Gestação: em geral, o período de gestação de um cavalo é de 11 meses. Nessa fase, é fundamental que as gestantes estejam separadas das demais e que tenham alimentação em um pasto plano e limpo. Acompanhar o dia a dia da gestante, em especial na fase final da gestação é algo que não pode ser subestimado. Por isso, considere um local adequado para a égua e que seja fácil para vigiar.
  • Castração: algumas pessoas ainda não sabem, mas a verdade é que a castração do potro pode ocorrer pouco tempo depois do parto, cerca de dois anos depois. Essa é a melhor fase para realizar a castração do potro, de acordo com seus objetivos de criação, já que é nela que ele sente menos e que as chances de qualquer problema operatório são bem menores.

Dicas para o Potro Recém-Nascido

Não tem jeito, as escolhas que fazemos para os potros recém-nascidos fazem toda a diferença na hora de ter ou não sucesso com a reprodução de cavalos.

Assim que o potro nasce, ele precisa apresentar uma altura entre 85 e 110 centímetros, além de um peso de, aproximadamente, 40kg. É preciso ter em mente que, de acordo com a raça, essas medidas podem variar.

Quando adultos, o Cavalo Campolina, assim como o Quarto de Milha, por exemplo, tem uma altura de mais ou menos 1,50m e um peso comum de 500kg.

Além da altura e peso de um potro, considere observar os seguintes aspectos:

  • Após seu nascimento, o potro precisa ficar em pé em, no máximo, duas horas.
  • O cordão umbilical, em geral, é rompido de forma natural.
  • O potro pode ingerir o colostro. Isso é, inclusive, aconselhável.
  • Tirar os restos de placenta da boca e narina do recém-nascido.
  • Verificar os parâmetros vitais e se ele apresenta algum tipo de inchaço em seus membros.

Dicas para o Potro mais velho

Um outro cuidado que não podemos deixar de ter com o potro recém-nascido é sua amamentação. Assim como qualquer outro mamífero, o leite é crucial para uma boa nutrição. Além da alimentação do potro, você precisa ter um cuidado especial à alimentação da mãe. Dessa forma, você evita o desmame antes da hora o potencializa a qualidade do leite materno.

Desde as primeiras semanas de vida, é possível oferecer capim ao potro. Outra boa dica é oferecer uma ração específica para os pequenos recém-nascidos. Assim, você garante um equilíbrio adequado entre proteínas e energia para uma dieta balanceada nessa fase tão importante na vida do potro.

Não deixe de fazer o acompanhamento do seu animal com um veterinário para diminuir os riscos de qualquer tipo de doença. As medidas preventivas aliadas a uma alimentação saudável e a realização de atividades físicas tendem a aumentar a expectativa de vida dos cavalos.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.