Mapeamento da fertilidade do solo

Mapeamento da fertilidade do solo: o que é?

Se você é um produtor rural, certamente conhece o mapeamento da fertilidade do solo, uma importante ferramenta para a agricultura de precisão. Trata-se de uma prática que pode ajudar a tomar as melhores decisões para a lavoura, impactando de maneira positiva no seu negócio e aumentando os índices de produtividade e lucratividade.

A tecnologia se faz cada vez mais necessária no dia a dia da agricultura, pois possui ferramentas que proporcionam maior eficácia nos processos de cultivo. Por isso, a agricultura de precisão está se popularizando e trazendo técnicas que podem auxiliar os produtores e otimizar o trabalho no campo.

Quer saber mais sobre como funcionam os mapas de fertilidade do solo para utilizá-los da melhor forma em sua fazenda? Continue a leitura e confira!

O que é um mapa de fertilidade do solo?

A agricultura de precisão é um tema cada vez mais presente no cotidiano dos agricultores. Trata-se de uma ferramenta de manejo do solo e das lavouras, contribuindo de forma positiva para as condições da produção agrícola. E realizar o mapeamento da fertilidade do solo é uma das práticas que podem otimizar o cultivo e alavancar a produtividade.

O mapeamento da fertilidade do solo considera todos os elementos nele presentes. Com essa prática, é possível identificar a necessidade da aplicação de fertilizantes em cada área da lavoura. Essa solução da agricultura de precisão faz com que os insumos sejam aplicados de maneira adequada nas áreas que realmente necessitam.

No Brasil, a maior parte dos usuários da agricultura de precisão utiliza as amostragens georreferenciadas de solo. Através delas, é criado o mapa de fertilidade, com o intuito de realizar o manejo das lavouras e repor nutrientes de acordo com a necessidade.

Mapeamento da fertilidade do solo: como fazer?

Em primeiro lugar, o produtor deve criar uma grade amostral, que pode ser feita através de softwares específicos para isso ou com a contratação de um profissional especializado. Após esse passo, as amostras são retiradas e enviadas ao laboratório, que analisa e envia os dados ao usuário. A análise química da terra irá determinar a quantidade de elementos disponíveis no solo, e também irá apontar condições que possam prejudicar o cultivo.

Essa análise possibilita a criação dos mapas de fertilidade do solo, indicando a dosagem correta e a localização da aplicação dos insumos. No entanto, o mapeamento também pode ser realizado através dos mapas de produtividade, considerando fatores como a produtividade e os nutrientes presentes no solo.

Através do mapeamento da fertilidade do solo, é possível determinar os produtos adequados para o manejo de cada cultivo. Portanto, o objetivo principal da prática é aumentar a produtividade e a rentabilidade do produtor, fazendo com que o solo seja preparado da forma mais adequada e evitando o gasto excessivo com insumos que nem sempre são necessários.

Aplicação de insumos e taxa variável

A aplicação dos insumos no mapeamento da fertilidade do solo é feita com taxas variáveis e através de equipamentos específicos para esta função. Veja os sistemas que eles devem ter:

  • GPS para localizar os pontos de aplicação na lavoura;
  • Monitor para a leitura do mapa;
  • Controladores que comandam a aplicação e configuram a velocidade.

No entanto, a aplicação também pode ser realizada sem o uso de máquinas. Nesse caso, é necessário que o produtor faça a demarcação das zonas da lavoura antes do início do processo. Isso pode ser feito com o auxílio de um software ou aplicativo específico para a função. Posteriormente, a aplicação é realizada de uma zona a outra com taxas fixas.

Gostou de saber mais sobre o mapeamento da fertilidade do solo e a sua importância para o produtor rural? Aproveite para ler também o nosso artigo sobre a bioenergia, uma fonte de energia sustentável criada através da biomassa, que pode ser utilizada tanto na produção de combustíveis, quanto na geração de eletricidade e calor. Clique aqui para conferir o conteúdo completo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.