Gado belgian azul

Gado Belgian Blue: tudo que você precisa saber sobre essa raça

Podemos diferenciar toda e qualquer raça de animal por, pelo menos, uma característica. Entretanto, quando falamos de gado, a característica mais evidente é o porte físico. E, nisso, a raça Belgian Blue é insuperável. 

O gado Belgian Blue é um bovino que possui músculos proeminentes e chega a dar medo pelo seu porte. Portanto, em comparação com outras raças de gado, ele se destaca nesse ponto. 

Se você ficou interessado e gostaria de saber mais, continue a leitura do nosso artigo e conheça a origem, as características principais e algumas curiosidades sobre a raça Belgian Blue!

Origem da raça Belgian Blue

A raça Belgian Blue, como o nome dá a dica, se originou na Bélgica central, no século 19. E isso se deu a partir de cruzamentos com as raças locais (tal como a Shorthorn, proveniente do Reino Unido). Também há registros de que a raça Charolês participou da origem da raça Belgian Blue. 

Entre os anos de 1920 e 1950, começou a sua otimização genética. Isso foi feito através da seleção de animais com musculatura cada vez maior. Porém, a maior conquista aconteceu em 1960, com o desenvolvimento da principal característica da raça: a musculatura dupla.

Musculatura dupla

A musculatura dupla, também chamada de hipertrofia muscular, trata-se de uma herança congênita e que pode ser encontrada em bovinos, ovinos e suínos. 

Essa característica pode ser encontrada mais evidentemente na raça, mas também pode estar presente, em menor proporção, nas raças Piemontesa, Charolesa, Rubea Galega e Marchigiana.

Por fim, a mutação genética da raça foi mantida pela linhagem do Belgian Blue até que a musculatura dupla se tornasse uma característica fixa da raça. Além disso, é possível dizer que, hoje, o gado Belgian Blue compõe quase metade do rebanho bovino da Bélgica.

Principais características do gado Belgian Blue

Existem características além da musculatura que definem a raça Belgian Blue. Aqui, reunimos as principais. Veja a seguir:

  • Grande porte;
  • Contorno arredondado;
  • Ombro, costas, lombo e traseiro muito musculosos;
  • Parte de trás é reta;
  • Garupa inclinada;
  • Cauda proeminente;
  • Pele fina;
  • Pernas finas, fortes, que não atrapalham o andar do animal.

Seu peso (quando adulto) pode variar de 1100 kg a 1250 kg. Entretanto, não é raro ver animais que superam essas expectativas, chegando a 1300 kg. E sua altura pode chegar a 1,50 m, em média.

Em relação à sua musculatura, os bovinos Belgian Blue começam a desenvolvê-la a partir das 4 semanas de idade.

A raça se divide em duas linhagens

Algo curioso é que essa é a única raça que se divide em duas linhagens, uma principalmente para a produção de leite e a outra para o corte. Entretanto, sua criação, ao redor do mundo, tem sido praticamente composta para a produção de carne.

Benefícios da raça Belgian Blue 

A diversificação é capaz de trazer diversos benefícios para o pecuarista, e se ele optar por adicionar a raça Belgian Blue em sua fazenda, a raça apresentará os seguintes benefícios: 

  • Facilidade de parto (inclusive transversais);
  • Curto período de gestação em comparação com outros bovinos;
  • Boa mobilidade e estrutura física, facilitando o manuseio do animal para outros setores da fazenda;
  • Bom temperamento (dócil);
  • O animal tem boa adaptabilidade a diferentes terrenos, climas e temperaturas, podendo aceitar facilmente praticamente qualquer ambiente;
  • Precocidade (acompanhado de um tamanho aceitável durante seu crescimento);
  • Facilidade de desenvolvimento de carne, até mesmo nos animais jovens;
  • Eficiência alimentar, isto é, engorda facilmente.

O Belgian Blue no Brasil 

Esse gado é relativamente novo na América do Sul, mas está tendo fácil aceitação por parte dos criadores. 

Aqui no nosso país, seu padrão de produção continua o mesmo: a obtenção de carne. E, de acordo com a Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), a estatura baixa do animal favorece o cruzamento com as raças zebuínas (que são mais altas). Isso pois a altura é o que determina o tempo que o animal vai começar a ganhar peso. 

Além disso, o zootecnista Clovis Rene Glaeser cita um benefício desse fato:

“Isso significa reter ganhos diminuindo o tempo para o abate. Se o Belgian Blue proporciona um ganho de peso em curto espaço de tempo, então o fazendeiro terá menos gastos na propriedade e retorno financeiro muito mais rápido”.

Pudemos perceber, então, que essa raça é completamente diferente de todos os bovinos mais comuns que existem no Brasil. Além disso, como vimos, o gado Belgian Blue conta com muitos benefícios se inserida numa criação.

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de entender mais sobre as raças de gado, confira nosso texto sobre o Gir Leiteiro e entenda porque ele é considerado o maior produtor de leite de todos os bovinos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.