Plantio de canola: tudo que você precisa saber sobre o assunto

Plantio de canola: tudo que você precisa saber sobre o assunto

A canola é uma planta do grupo das crucíferas, muito usada nos sistemas de produção no sul do Brasil, com bom desenvolvimento em regiões frias. Nos últimos anos, essa planta passou a ser considerada a terceira oleaginosa mais produzida no país.

O cultivo de canola é destinado para a produção de óleos para o consumo humano, e também para a produção de biodiesel. Além disso, o farelo do grão é rico em proteínas, dessa forma, utilizado para a fabricação de rações para alimentação animal. Deseja saber mais informações sobre o cultivo de canola? Então continue lendo nosso texto!

Benefícios de plantar canola

A produção de canola vem crescendo muito nos últimos anos, gerando ótimos resultados na produtividade. Sua utilização para a fabricação de biodiesel é de grande destaque na Europa, onde 70% da produção da planta no continente é destinada para esse fim.

Além disso, o óleo de canola para a alimentação humana é muito saudável, sendo considerado um dos melhores. Isso acontece porque a planta ajuda a reduzir o colesterol e a diminuir os riscos de doenças cardíacas.

Um outro benefício da plantação de canola é que se trata de uma excelente alternativa para uso em rotação de culturas nos sistemas de produção de soja, trigo, milho e outros grãos. Sua utilização nesses casos é para diminuir o aparecimento de doenças nas plantações.

Com isso, seu cultivo reduz o uso de fungicidas nas culturas. Isso traz benefícios agronômicos como a diminuição do custo de produção e redução dos riscos para o produtor, além de causar menos impacto ambiental.

Pontos importantes para cultivar canola

A semeadura e a colheita da canola exigem um conhecimento específico, dessa forma, seu cultivo geralmente é feito por produtores tecnificados. Confira abaixo alguns pontos importantes dessa plantação:

Use sementes de qualidade

Para o sucesso na produtividade, o uso de sementes de qualidade é fundamental na plantação de canola. Dessa forma, certifique-se que as sementes adquiridas tenham ácido erúcico no óleo abaixo de 2% e que o teor de glucosinolatos no farelo seja inferior a 30 micromoles/g. Indicações de sementes para serem utilizadas nesse plantio são Hyola 401, Hyola 420, Hyola 43 e Hyola 60.

Atenção às condições de solo adequadas

Para apresentar boa produtividade, a canola exige solos bem drenados, férteis, com pH acima de 5,5, adubação equilibrada e livre de doenças. Além disso, o solo não deve possuir compactação, nem resíduos de determinados herbicidas ou infestação de nabiça.

Saiba as melhores condições de clima

Na parte central do Brasil, é recomendado cultivar canola em áreas com altitude acima de 600 metros, quando a latitude é menor que 17°. Além disso, no país, são utilizados apenas cultivares de primavera, pois mesmo em regiões mais frias, não é possível atingir o acúmulo de horas de frio necessárias para esse plantio.

Faça a semeadura da forma correta

O indicado é que a semeadura da canola ocorra em solos úmidos, em linhas espaçadas de 30 a 40 cm. O objetivo é que haja cerca de 40 plantas por m² na época da colheita, uniformemente distribuídas.

Em relação à profundidade, as sementes devem ser colocadas de 1 a 2cm no solo. Também é necessário que elas não tenham contato com os fertilizantes no processo.

Por fim, nas semeaduras tardias, utilize menores espaçamentos e maiores quantidades de sementes por área, pois as plantas se desenvolvem menos. É importante ressaltar que deve ser evitada a exposição da cultura a geadas durante e logo após a emergência.

Realize a adubação durante a semeadura

A canola possui grande demanda por nitrogênio, fósforo e enxofre. Dessa forma, o uso de fertilizantes com esses componentes pode ser essencial para uma boa nutrição da planta no momento da semeadura.

Saiba como fazer a colheita

Geralmente, a colheita da canola é feita de forma mecanizada. Nesse processo, deve ser evitado o atraso, sendo a cor predominante dos grãos o maior indicativo de que está no momento de colher.

Portanto, quando 40% – 60% das sementes mudarem da cor verde para marrom, passe a determinar o teor de umidade dos grãos periodicamente. O momento ideal para iniciar a colheita é quando o teor de umidade estiver no máximo em 18%.

Além disso, colha primeiro as áreas livres de plantas daninhas para reduzir a disseminação de sementes de invasoras. Por fim, evite a colheita nas horas mais quentes e secas do dia.

Como proteger sua plantação de canola contra pragas e doenças?

No cultivo de canola, é comum o surgimento de insetos e pragas nas lavouras. Exemplos mais comuns são corós, formigas, percevejos, traças e pulgões.

Para impedir seu aparecimento, deve ser evitada a semeadura em áreas infestadas com as pragas. Além disso, uma dica é visitar periodicamente a lavoura para verificar se há alguma diferença nas plantas, começando a observação pelas raízes, subindo pela haste até chegar nas flores e folhas.

Também não se esqueça de verificar se, durante o dia, há lagartas abaixo da superfície do solo e ao redor da base das plântulas, e se elas estão na superfície do solo, durante a noite. Esses são indicativos da presença de insetos nos cultivos. Para o controle, são recomendados inseticidas especializados, logo no início do aparecimento dessas pragas.

Além do que foi citado, doenças comuns na plantação de canola são a Canela-preta, a Podridão Branca da Haste, a Podridão Negra das Crucíferas e a Mancha de Alternaria. Assim, o controle preventivo se inicia com o uso de sementes de qualidade com sanidade comprovada, a rotação de culturas, o controle de plantas daninhas e o uso de fungicidas.

Principais cuidados com a plantação de canola

É necessário estar atento a alguns cuidados na plantação de canola. Em relação ao uso na rotação com outras culturas, não é interessante o seu cultivo por dois anos consecutivos na mesma área para evitar doenças.

Outro cuidado é em relação ao uso de herbicidas do solo, já que a canola pode ser sensível ao efeito residual de alguns deles aplicados em culturas anteriores, principalmente no cultivo de milho e soja. Dessa forma, estude bem a área a ser escolhida para plantio para evitar esse problema.

Por fim, é fundamental consultar um agrônomo para te auxiliar em todas as dúvidas e no planejamento correto para o cultivo de canola. Dessa forma, perdas podem ser evitadas e a chance de você ter mais produtividade e lucratividade no seu plantio é maior.

Plantar canola exige alguns cuidados durante o processo, por isso, muitas vezes o cultivo é feito por técnicos especializados. No entanto, seguindo nossas dicas, você terá mais chances de ter um cultivo de canola de sucesso. Gostou do nosso conteúdo? Leia também nosso artigo sobre plantio de milho e saiba como aumentar a produtividade desse grão na sua lavoura!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.