Minhocultura: saiba seus benefícios e dicas para começar essa prática

Minhocultura: saiba seus benefícios e dicas para começar essa prática

A minhocultura é uma técnica que está chamando atenção de muitas pessoas por sua praticidade e baixo custo. Trata-se de uma forma fácil e sustentável de produzir minhocas, principalmente para alimentação de animais e para atividades de pesca.

Contudo, o grande destaque da minhocultura é para a produção de húmus, um adubo natural muito benéfico para as plantas. Para mais informações sobre esse processo, continue lendo nosso artigo! Aqui você saberá:

  • O que é a minhocultura
  • Quais são os benefícios do húmus
  • Quais as vantagens da minhocultura
  • Dicas para fazer uma criação de minhocas

O que é a minhocultura?

A minhocultura ou vermicompostagem é o processo que envolve a criação de minhocas em minhocários para transformação dos resíduos orgânicos em húmus, um excelente fertilizante orgânico.

O húmus da minhoca tem propriedades que melhoram atributos químicos, físicos e biológicos do solo, causando o seu enriquecimento. Dessa forma, ele é capaz de deixar a terra muito mais fértil e nutritiva para as plantas.

Além disso, a grande quantidade de biomassa de minhocas produzida nesse sistema também pode ser utilizada na complementação da alimentação animal, assim como na pesca esportiva e na venda de matrizes para produtores. Ainda, devido ao seu alto teor proteico, as minhocas são utilizadas em alguns lugares até mesmo na alimentação humana.

Benefícios do húmus

O húmus é um ótimo substrato para qualquer tipo de plantação, seja em vasos de plantas, na jardinagem ou na produção de alimentos. Isso acontece porque esse adubo natural é rico em cálcio, nitrogênio, fósforo, magnésio, potássio, além de uma extensa flora bacteriana, que aumenta a vida biológica no solo.

Além disso, o húmus melhora a capacidade de retenção de água, assim como a porosidade e a aeração do solo, aumentando, portanto, o potencial de captação de nutrientes pelas plantas. Ele também equilibra o pH, diminuindo, assim, a acidez do solo.

Por fim, o húmus da minhocultura auxilia na germinação e ajuda a evitar doenças nas plantas. Ainda proporciona o crescimento das plantas através do desenvolvimento das raízes, auxiliando na produtividade final da cultura.

Vantagens da minhocultura

Além de produzir o húmus, que é um excelente adubo para o solo, a minhocultura gera diversos benefícios econômicos ao produtor. Isso ocorre porque o custo da sua produção é baixo e garante um bom retorno financeiro. Sua manutenção também é simples, diminuindo o tempo e o investimento aplicados no processo.

Além disso, a minhocultura também acarreta benefícios ambientais. Isso ocorre porque essa técnica pode ser produzida pelo próprio agricultor através do reaproveitamento dos resíduos orgânicos gerados na própria propriedade.

Com isso, diminui a dependência de adubo químico e outros insumos industriais na produção. Por fim, como o húmus é um produto natural que não degrada o meio ambiente, ele é uma excelente solução para uma produção eficaz e mais sustentável.

Dicas para fazer uma criação de minhocas

Para ter um minhocário, você deve ter atenção aos detalhes em sua construção e manutenção, assim como na criação das minhocas e retirada do húmus. Confira algumas dicas de como realizar esse processo:

Prepare o minhocário

O minhocário é o local onde é feita a criação de minhocas, sendo que seu tamanho varia de acordo com o objetivo da criação. Geralmente, para sua confecção, são utilizados canteiros construídos de tijolos ou então tanques de alvenaria ou madeira.

O canteiro deve ser construído em local ventilado, sombreado e próximo à fonte de matéria-prima. É importante que ele esteja acima do nível do solo, em uma área plana e com uma leve inclinação para evitar o acúmulo de água. 

Os canteiros do minhocário também devem ser preenchidos por matéria-prima semicurada e livre de fermentação. Além disso, a temperatura interna deve ser entre 20ºC e 25ºC para o bom desenvolvimento e reprodução das minhocas, com umidade de 70% a 85% e pH 7,0.

Cuidados com o minhocário

Para a manutenção do minhocário, a terra deve estar sempre aerada e drenada, e nunca pode estar encharcada. Além disso, o tanque não deve ser exposto ao sol, já que as minhocas não podem receber luz solar.

Assim, para manter o local escuro, o minhocário pode ser coberto por camadas de palha seca ou folhas de bananeira. Esse processo também evita a fuga das minhocas e as protege contra predadores, que podem ser aves, sanguessugas, formigas, entre outros. 

É importante ressaltar que as minhocas não devem ser colocadas no minhocário antes de a compostagem estar totalmente seca. Dessa forma, a terra deve descansar por mais ou menos uma semana antes de inserir as minhocas no local.

Criação das minhocas

A quantidade necessária de minhocas para iniciar a criação é de 1 litro ou, aproximadamente, 1,5 mil minhocas por metro quadrado. Entre as espécies nativas mais utilizadas no Brasil, estão a mansa e o minhocuçu. Já entre as estrangeiras, as mais utilizadas são a vermelha-da-califórnia, a gigante africana e a europeia.

Em relação à alimentação, as minhocas exigem alimentos ricos em nitrogênio, fibras e carboidratos. Dessa forma, o esterco de boi é a fonte de matéria-prima mais utilizada, porém, são também usados restos de culturas, palha, folhas secas, gramas, cascas de frutas, resíduos agroindustriais, lixo domiciliar e lodo de esgoto na sua alimentação.

Retirada do húmus

A retirada do húmus é muito simples, e há várias formas de fazê-la. Uma possibilidade é estender esterco curtido e úmido sobre o minhocário, pois isso irá atrair as minhocas. Depois, é só reservar as minhocas até retirar todo o húmus.

Outra forma é destampar o minhocário, pois como as minhocas não gostam de claridade, elas vão se enterrar ainda mais. Após isso, é só ir retirando o adubo aos poucos.

O húmus pode ser armazenado por até 6 meses depois de produzido. Após esse período, ele começa a perder os seus nutrientes.

Praticar a minhocultura pode se tornar uma fonte de renda para você, sem a necessidade de grandes investimentos. Além de poder utilizar as minhocas de diversas formas diferentes, você irá obter um excelente fertilizante para as plantas através da produção do húmus. Se deseja saber mais informações sobre adubos, leia também nosso conteúdo sobre fertilizante orgânico e entenda como eles podem auxiliar na sua produção!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.