Cargill começará a pagar prêmios aos produtores de algodão para implementar mais práticas de regeneração agrícola

Cargill começará a pagar prêmios aos produtores de algodão
  • A Cargill começará a inscrever produtores de algodão dos EUA no próximo mês em seu programa RegenConnect para algodão cultivado de forma regenerativa, que paga aos produtores pela implementação de práticas de saúde do solo.
  • A Cargill oferece contratos de um ano para produtores de algodão usando práticas de regeneração já estabelecidas, como cultivo de cobertura e práticas de plantio direto ou reduzido. Os produtores ganharão um prêmio por cada quilo de algodão cultivado de forma regenerativa que contratarem, produzirem e entregarem à Cargill.
  • Para monitorar e verificar essas práticas, a Cargill firmou parceria com a empresa de software Regrow para usar sua plataforma MRV (gerenciamento, relatórios e verificação) de saúde do solo. (A Cargill é uma investidora na Regrow .)

Fonte: https://agfundernews.com/

Importância dos investimentos da Cargill em produtores de algodão

A agricultura regenerativa é amplamente vista como uma ferramenta importante na luta contra as mudanças climáticas. O risco financeiro e a falta de recursos adequados muitas vezes impedem os agricultores de mudar para práticas como plantio direto e cultivo de cobertura. Em parte em resposta (e em parte para cumprir os compromissos climáticos ), grandes corporações agroalimentares começaram a lançar ferramentas e programas que ajudam esses agricultores a fazer a transição.

Os produtores de algodão de hoje enfrentam o desafio de aumentar a produção desse material básico, reduzindo a área de terra e tornando a área plantada mais eficiente. Os proponentes dizem que a agricultura regenerativa pode ajudar.

O programa RegenConnect da Cargill para algodão é atualmente para produtores que implementaram culturas de cobertura e práticas de plantio direto ou reduzido desde o outono de 2021. Os estados participantes incluem Alabama, Arkansas, Geórgia, Kansas, Louisiana, Mississippi, Missouri, Oklahoma, Tennessee e Texas. Os produtores ganharão um prêmio por cada quilo de algodão. As inscrições começam em julho e terminam em setembro.

Para ajudar a monitorar as fazendas e verificar os resultados, a Cargill firmou parceria com a startup de sensoriamento remoto e gestão da saúde do solo Regrow, cuja tecnologia foi desenvolvida especificamente para permitir práticas de regeneração.

A Cargill lançou inicialmente seu programa RegenConnect em 2021 para produtores que cultivam commodities como soja, trigo e milho, todos elegíveis para se inscrever no segundo ano junto com o algodão.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.