Brinco Bovino: tudo sobre como eles ajudam na identificação animal

Brinco Bovino: saiba tudo sobre como os brincos para gado são usados para identificação animal

Brinco Bovino: saiba tudo sobre como os brincos para gado são usados para identificação animal

Tecnologia no Campo

O controle do gado é uma atividade muito importante para o produtor que deseja ter melhores resultados em sua produção rural. Identificar cada animal e saber a necessidade de cada cabeça pode ajudar e economizar recursos e a aumentar a produção. Para isso a identificação animal se torna necessária, e o brinco bovino entra como uma ferramenta / tecnologia para facilitar esse trabalho.

De aplicação fácil, o brinco bovino para identificação animal pode ter só a identificação numérica como também ser um brinco eletrônico que carrega informações relevantes sobre o gado.

Se você quer entender mais sobre os brincos eletrônicos e saber como eles auxiliam nos resultados da pecuária, esse artigo é para você!

O que é e quais são as vantagens do brinco bovino

Os brincos bovinos são aparelhos desenvolvidos para se identificar e controlar o gado de uma propriedade.

A identificação de gado tem benefícios tanto visuais quanto de gerenciamento.

Ao identificar seu gado individualmente com marcas de orelha de gado, você e outras pessoas na propriedade podem determinar com facilidade qual vaca é qual.

Com esse reconhecimento fácil se torna também fácil rastrear o histórico e o desempenho de um animal. Essas informações ajudam na tomada de decisões dentro da propriedade, que impactam na produção de leite, no engorda do gado e até no melhoramento genético.

Por exemplo, se eu consigo identificar que uma determinada vaca está produzindo quantidades altas de leite, posso utilizar seus genes para produzir outras produtoras de leite, no caso da pecuária leiteira.

brinco bovino

Brincos para gado eletrônicos

A necessidade contínua de melhoria nas práticas de gestão e produção rural foi acompanhada pelo avanço das tecnologias envolvidas à vida rural. No caso dos brincos para gado, se tornou cada vez mais popular o uso de etiquetas eletrônicas de identificação / RFID na pecuária.

As etiquetas EID são pequenas etiquetas que se assemelham a botões e são colocadas na orelha do animal. Cada brinco EID tem um número único de 15 dígitos impresso, e esse número também pode ser lido digitalizando o código de barras da etiqueta com um leitor EID. Esses códigos de barra e o brinco bovino são projetados para durar a vida do animal.

A utilização de brincos bovinos com identificação eletrônica tem muitas vantagens:

  • Oferece outra forma de identificação para cada animal

Às vezes, os brincos somente visuais são perdidos, ficam presas em uma cerca etc., enquanto os brincos EID são pequenos e projetados para altas taxas de retenção.

  • Um animal pode ser identificado mais rapidamente na calha

Com o código de barras no brinco, é possível digitalizar o número impresso com um leitor à certa distância, ao invés de precisar que o animal esteja completamente parado para ler a marca visual ou o número da tatuagem.

Essa facilidade economiza tanto tempo quanto evita erros dos envolvidos no processo de identificação.

Importância da identificação para o SISBOV

O SISBOV (Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos) (SISBOV) é um sistema criado e mantido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que tem o objetivo de registrar e controlar as propriedades rurais que optaram por comercializar carnes para mercados que exigem rastreabilidade individual, como o mercado europeu.

Com o avanço dos poderes de comunicação e da exigência de qualidade dos produtos, diversos mercados vêm aderindo esse cenário e exigindo certificações aos produtores, não só para o mercado da pecuária, mas também para diversos outros.

Sendo assim, principalmente para os produtores que desejam a exportação, o SISBOV aparece como importante alinhado e órgão fundamental para garantir a qualidade da carne nacional para todo mercado mundial, o que ajuda no aumento das exportações do país.

Vantagens do SISBOV

O SISBOV, muito mais do que um sistema regulamentador, ajuda o produtor rural em diversos pontos.

Controle sanitário da produção

Fazendo o controle sanitário da produção o produtor pode identificar mais rapidamente doenças e pragas, evitando perdas.

Identificação precisa dos animais

Já que se torna imprescindível para os produtores a identificação de todos os animais e a coleta contínua de dados na propriedade. Com esse controle mais ávido, é criada também uma maior segurança aos envolvidos no processo produtivo.

Com todas essas vantagens, pôde-se perceber um maior valor agregado aos produtos que participam desse sistema, e, consequentemente, uma maior receita para os produtores.

Mesmo que a adesão ao SISBOV não seja obrigatória, diversos produtores rurais se interessam no sistema, principalmente pelas vantagens citadas acima.

Adesão ao SISBOV

São 6 etapas que dividem o processo de implementação do sistema de rastreamento SISBOV.

    1. Escolha de uma das certificadoras credenciadas pelo MAPA, em seu estado, para certificação da fazenda.
    2. Solicitação dos documentos para cadastramento de sua propriedade.
    3. Preenchimento e assinatura de documentos como o formulário para cadastro de produtor rural, formulário para cadastro de estabelecimento rural e formulário para inventário de animais.
    4. Encomenda a uma fábrica de brinco credenciada ou a certificadora, uma quantidade adequada de brincos para a identificação de todos os animais da propriedade.
    5. Aplicação dos brincos e preenchimento da planilha de identificação
  • Comunicação à certificadora e vistoria

Como aplicar os brincos para gado

Mesmo que a aplicação dos brincos para gado seja facilmente executados, alguns cuidados para evitar riscos ao gado e a queda dos brincos devem ser tomados.

Para ressaltar esse cuidado excessivo na aplicação dos brincos, vale lembrar que o objetivo é que esse equipamento acompanhe os animais durante o seu dia a dia, e a sua queda pode acarretar em perda das informações.

Segundo a Allflex, referência no que se diz respeito à identificação animal, esses são os 5 passos para a aplicação dos brincos bovinos:

  1. Organização dos materiais que serão utilizados;
  2. Posicionamento correto das peças do brinco no aplicador ;
  3. Aplicação do brinco no centro da orelha, entre as 2 principais nervuras;
  4. Verificação da conclusão da aplicação após ouvir o som de um “click” característico, além de girar o brinco entre o “macho” e a “fêmea”;
  5. Aplicação um produto de cicatrização, com ação repelente.

Quer saber as melhores formas de implementar uma identificação mais efetiva na sua propriedade e de comprar brincos bovinos com as melhores condições? Fale Conosco!

Saiba tudo sobre o GPS Agrícola
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Entenda tudo sobre Drones na Agricultura
MAIS PUBLICAÇÕES
2018-12-24T18:23:19+00:00 0 Comments

About the Author:

Tecnologia no Campo

Leave A Comment