Aquaponia: entenda o conceito dessa novidade para produção de alimentos

Aquaponia: entenda o conceito dessa novidade para produção de alimentos

A agricultura é a atividade humana que mais consome água no mundo, sendo a irrigação responsável por 72% do consumo de água no Brasil. Portanto, para o futuro do setor agrícola, existe a necessidade de formas de produção que não sejam tão prejudiciais ao meio ambiente.

A aquaponia é um sistema consolidado para a produção de alimentos de qualidade, unindo a criação de animais aquáticos e plantas ao mesmo tempo. Essa tecnologia se comporta como uma alternativa mais eficaz e sustentável do que os recursos tradicionais, gerando inúmeros benefícios, tanto sociais quanto ambientais. Para saber mais informações sobre esse sistema inovador, continue a leitura do nosso artigo!

O que é a aquaponia?

Aquaponia é um sistema de produção de alimentos que une a aquacultura, ou seja, a criação de organismos aquáticos, com a hidroponia, que se baseia no cultivo de plantas com as raízes submersas na água, sem o uso do solo. Dessa forma, é uma tecnologia que torna o ambiente favorável para animais aquáticos e plantas, através da simbiose entre ambos.

No sistema de aquaponia, é realizado o aproveitamento da água e dos excrementos dos organismos aquáticos do tanque, que são usados para nutrir as plantas submersas. Essa tecnologia já é aplicada em países asiáticos e europeus, assim como na Austrália, México e nos Estados Unidos da América.

Como funciona esse sistema de produção?

O funcionamento da aquaponia é baseado no uso da recirculação de água. Basicamente, os tanques dos organismos aquáticos e das plantas estão fisicamente separados, porém interligados por um sistema de bombeamento, que realiza o tratamento biológico da água.

Através desse bombeamento, a água do tanque dos animais aquáticos é encaminhada para a unidade de cultivo dos vegetais, onde as fezes produzidas pelos peixes são utilizados como nutrientes na alimentação das plantas. Após isso, a água que é filtrada pelas plantas é devolvida ao tanque com animais, que sempre recebem água limpa.

Então, esse processo é reiniciado, e basta alimentar os peixes que o ciclo se fecha. O mais admirável é que se trata de um sistema onde a água nunca é jogada fora.

Para que serve a aquaponia?

A aquaponia é uma tecnologia que favorece tanto o sistema de produção de hortaliças, quanto de animais aquáticos. Com isso, os produtores conseguem ter duas fontes de rendas ao mesmo tempo: a venda das plantas e dos animais, podendo ser peixes, camarões, entre outros.

Além disso, há aumento da produtividade das espécies utilizadas através de uma produção sustentável, diminuindo o número de desperdícios. Um fator de destaque é para o reaproveitamento de água, além da ausência da utilização de ingredientes químicos.

Essa tecnologia é utilizada desde pequenas escalas, na agricultura familiar, até o nível industrial, gerando diversos benefícios ambientais e sociais, que veremos a seguir.

Benefícios e desvantagens da aquaponia

O sistema de aquaponia apresenta diversos benefícios, principalmente no quesito sustentabilidade. Isso ocorre porque essa tecnologia permite a produção sem o uso de agrotóxicos nem de fertilizantes industrializados, além de gerar uma economia de água em até 90% e destinar de maneira adequada os resíduos gerados no sistema. Além disso, a aquaponia traz outras vantagens, como por exemplo:

  • Aumento da produtividade;
  • Agrega valor ao produto através de uma produção orgânica;
  • É utilizada em centros rurais ou urbanos;
  • Leva diversificação de renda para o produtor;
  • Pode ser feita com espécies nativas e exóticas de plantas e animais;
  • Pode servir como uma ferramenta educacional para escolas;
  • Pode ser utilizada de forma terapêutica, por exemplo, em casas geriátricas.

No entanto, mesmo com seus diversos benefícios, a aquaponia apresenta algumas desvantagens na sua utilização, como toda tecnologia. Isso acontece porque se trata de um sistema dependente de energia elétrica, o que pode ser um ponto negativo para muitas pessoas.

Além disso, é uma técnica ainda pouco utilizada no Brasil, consequentemente, ainda carente de informações a seu respeito. Por fim, a aquaponia exige um investimento inicial um pouco alto para a sua instalação.

Boas práticas no uso dessa tecnologia

Para o funcionamento da aquaponia, alguns critérios devem ser levados em consideração. Um exemplo é em relação à alimentação adequada e nas proporções corretas para a população de animais aquáticos, assim como o controle e manutenção do Ph dos tanques, o teor adequado de amônia e a oxigenação da água.

É importante ressaltar que não pode ser feita a adição de pesticidas e fungicidas químicos nos tanques. Ao invés disso, devem ser utilizados métodos alternativos para controlar doenças, como por exemplo o controle biológico, radiação ultravioleta e ultrafiltragem, assim como outras práticas do manejo integrado de pragas.

O sistema de aquaponia também deve ser instalado em local arejado, limpo e sem patógenos. Além disso, ao retirar os peixes, deve ser feita a higienização do ambiente com uma solução de hipoclorito de sódio, e depois com água potável.

O criador também deve ter atenção ao número adequado de peixes e plantas nas unidades, visando a eficiência do sistema. Entre os vegetais utilizados, as folhas verdes têm apresentado melhor desempenho, como por exemplo: alface, manjericão e repolho chinês. Já as espécies de animais mais utilizadas são: tilápia, bagre, lambari, camarão e lagosta.

Por fim, para a implantação do sistema de aquaponia, deve ser feito um planejamento levando em consideração a localização, os equipamentos e as espécies de animais e vegetais que se pretende trabalhar. Para iniciantes no assunto, são indicadas as orientações técnicas de profissionais especializados na área.
A aquaponia é um sistema de alimentos que promove uma produção sustentável em harmonia com o meio ambiente e com as pessoas. O uso dessa tecnologia é promissor, sendo considerada uma grande aliada para o agronegócio. Gostou do nosso conteúdo? Leia também nosso texto sobre Agricultura 4.0 para saber ainda mais sobre o futuro do setor agrícola no mundo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.