Commodities: o que são e quais são as agrícolas?

Powered by Rock Convert

Aposto que você já escutou o termo Commodity e bem provavelmente lembra de petróleo ou minério de ferro. Certo?

Muito falado quando o tema é economia ou bolsa de valores, iremos explicar tudo que você precisa saber sobre as Commodities de uma maneira simples e rápida nesse texto. Confira!

O que são as Commodities?

Commodities, em tradução simples significa mercadoria e se resumem em itens que são matéria-prima. São produtos produzidos em grandes volumes e normalmente podem ser estocados por um período de tempo mantendo suas características originais.

Elas tem o seus preços definidos pela lei da oferta e da procura. Quanto maior a oferta, menor o preço. Quanto maior a procura, maior o preço. 

As Commodities normalmente são a base da cadeia de produção, ou seja, tudo que consumimos vêm de uma Commodity, o seu custo é um fator chave na produção de qualquer produto. Qualquer pequena variação no preço pode gerar um forte aumento no preço final, forçando assim a inflação do país para cima.

Principais das Commodities:

Não existe uma manual a ser seguido para definir o que é ou que não é uma Commodity. Entretanto, todas tem em comum:

  • São extremamente relevantes mudialmente ou em algum setor especifico;
  • São produzidos em grande escala;
  • Possuem um nível de padronização na sua produção;
  • A marca de quem produz não é um fator relevante;
  • Possuem uma boa liquidez, ou seja, podem ser comprados e vendidos de forma simples;
  • Cotação local ou mundial. Possuem um preço a ser seguido regionalmente ou globalmente.

Os principais tipos de Commodities:

As Commodities são divididas em categorias baseadas no seu setor, forma de exploração e objetivo final. As principais categorias são:

Agrícolas

Categoria por produtos derivaos do agronegócio:

  • Algodão
  • Açúcar
  • Boi Gordo
  • Milho
  • Café
  • Etanol
  • Soja
  • Trigo

Ambientais

Derivados de recursos naturais:

  • Madeira
  • Energia (geração)
  • Água

Minerais

São produtos diretamente ligados à energia, minerais e outros metais:

  • Ouro
  • Petróleo
  • Gás natural

Financeiras

Títulos emitidos pelo governo e moedas negociadas em vários mercados, como:

  • Euro
  • Dólar
  • Real
  • Tesouro Direto

Commodities Agrícolas listadas na bolsa:

Lembra das principais características de uma Commodity? Pois é, elas são perfeitas para serem negociadas em bolsa.

Além de você já conhecer o produto, a cotação é definida automaticamente pelas ofertas e pela demanda, e assim você consegue ter um ativo com uma liquidez extremamente alta!

Na bolsa brasileira, a B3, possuímos algumas Commodities Agrícolas disponíveis para negociação, são elas:

Boi Gordo

Uma das principais commodities do país, uma vez que o Brasil é um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo.

Com o intuito de evitar as oscilações dos preços, o produtor pode determinar o preço do boi antecipadamente. O confinador, por exemplo, irá adquirir, em maio, bois magros para engordá-los e vendê-los em outubro.

  • O que é negociado? Bovinos machos, com 16 arrobas líquidas ou mais de carcaça e idade máxima de 42 meses.
  • Quanto vale um contrato? 330 arrobas líquidas.

Café Arábica

O café é uma commodity mundialmente consumida. O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores do mundo. Além disso, o produto tem uma grande relevância no mercado nacional e internacional, em especial do grão arábica.

  • O que é negociado? Café cru, em grão, de produção brasileira, coffea arabica, tipo 6-25 (6/7) ou melhor, bebida dura ou melhor.
  • Quanto vale um contrato? 100 sacas de 60kg líquidos (equivalentes a 6 toneladas métricas).

Milho

O Brasil é o maior produtor de milho do mundo. É utilizado pela indústria para produzir diversos produtos como o óleo vegetal, o farelo, a farinha, o fubá e o creme para o setor alimentício.

Como a produção de milho no Brasil conta com diferentes vários locais de cultivo, a produção garante a oferta em boa parte do ano. No entanto, a grande parte das negociações acontece nos períodos de safra e entressafra.

  • O que é negociado? Milho em grão a granel, com odor e aspectos normais, duro ou semiduro e amarelo.
  • Quanto vale um contrato? 450 sacas de 60kg líquidos (equivalentes a 27 toneladas métricas).

Soja

A produção de soja atende a uma cadeia de diversos produtos acabados derivados do farelo e do óleo provenientes do processamento do grão, ambos insumos para a cadeia de alimento animal, saúde, uso industrial e a produção de biodiesel.

O período de safra de colheita da soja, historicamente, é percebido entre os meses de janeiro a junho. Já a entressafra, no segundo semestre do ano, quando normalmente se observa uma baixa oferta de grãos ao mercado.

  • O que é negociado? Soja em grão a granel tipo exportação, com os seguintes limites máximos: 14% de umidade; 1% de matérias estranhas e impurezas; 30% de quebrados; 8% de esverdeados; 8% de avariados, dos quais se permite até 6% de grãos mofados, até 4% de grãos ardidos e queimados, sendo que esse último não pode ultrapassar 1%; e 18,5% de conteúdo de óleo.
  • Quanto vale um contrato? 450 sacas de 60kg líquidos (equivalentes a 27 toneladas métricas).

Fonte: http://www.b3.com.br/

Confira a cotação da Commodities em tempo real:

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.