plantio de mandioca

Guia prático para o plantio de mandioca

Chamada também de macaxeira e aipim, a mandioca é nativa da América do Sul. Sua alta capacidade produtiva e nutricional, associada às diversas formas de preparo, faz com que esse alimento seja um dos principais cultivos agrícolas do Brasil e do mundo. 

Outro ponto positivo é que a mandioca pode ser plantada em quase toda a região do país, devido à sua alta adaptabilidade. Além disso, a facilidade no manejo dessa cultura atrai os olhos de diversos produtores. Para saber mais informações sobre o cultivo da mandioca, não deixe de conferir esse guia prático que preparamos especialmente para você!

Por que plantar mandioca?

A mandioca é um alimento muito energético, rico em vitamina A e com elevado teor de amido. A principal característica da sua produção é o fácil cultivo, pois essa planta não necessita de muitos cuidados e nem de insumos modernos durante o plantio e a colheita.

Essa característica faz com que a mandioca seja plantada não apenas em grandes lavouras, mas também em sítios e espaços pequenos. Assim, é um alimento que pode ser plantado tanto para o consumo familiar quanto para a comercialização.

Além disso, as principais vantagens da plantação de mandioca em relação a outros cultivos são: a tolerância a longas estiagens; a resistência a pragas e doenças; os rendimentos satisfatórios, mesmo em solos com baixa fertilidade e a fácil propagação.

Por fim, esse cultivo possui boas perspectivas de mecanização durante todo o processo de produção, sem grandes perdas, e também permite o consórcio com inúmeras plantas, tanto alimentícias quanto industriais.

Saiba como fazer o cultivo de mandioca

Para realizar um cultivo de mandioca de sucesso, é necessário estar atento à variedade que você irá escolher, assim como o melhor solo, clima e época para o plantio. Além disso, você precisa saber fazer corretamente a semeadura, a adubação e a irrigação dessa planta. Confira mais informações a seguir:

Qual variedade escolher?

As mandiocas dividem-se basicamente em duas variedades: a mandioca mansa ou doce, que pode ser consumida de diversas formas; e a mandioca brava ou amarga, que somente é consumida quando é processada, por exemplo como farinha.

Nos últimos 10 anos, a Embrapa desenvolveu três variedades de mandioca de polpa amarelada: a BRS Gema de Ovo, BRS Dourada e BRS Jari. Estas variedades são biofortificadas, ricas em vitamina A e muito nutritivas para a saúde humana.

Qual o melhor clima para esse cultivo?

Como a mandioca possui origem tropical, ela necessita de temperaturas acima de 18°C para se desenvolver de maneira adequada, dessa forma, seu cultivo ideal é feito em clima quente e úmido. Além disso, ela precisa de boa luminosidade, podendo ser cultivada com luz solar direta ou em sombra parcial.

Qual a melhor época para plantar?

Como a mandioca precisa de um clima quente e úmido para se desenvolver, dependendo da região, ela pode ser plantada durante o ano todo. Contudo, é necessário ter atenção com períodos de seca, já que a mandioca não resiste a longos períodos sem água.

Saiba como é o solo ideal

Para plantar mandioca, o terreno deve ser arado e gradeado para eliminar compactação e desfazer torrões. Além disso, o mais indicado é que o solo seja permeável, fértil, bem drenado, rico em matéria orgânica e com pH entre 5 e 6.

Entenda como fazer o plantio

O plantio da mandioca é feito a partir de pedaços de caule de plantas adultas saudáveis, chamados manivas, que possuem 15 a 25 cm de comprimento e cerca de 2,5 cm de diâmetro. As manivas devem ser colocadas na terra em sulcos de 5 a 10 cm de profundidade, podendo ser dispostas na posição horizontal, vertical ou oblíqua.

O espaçamento recomendado é de 50 a 60 cm entre as plantas. Além disso, o plantio pode ser feito em fileiras simples, com 1 m de distância entre elas, ou então em fileiras duplas, com distância entre os sulcos alternada entre 2 m e 60 cm.

Faça a adubação da forma correta

No cultivo da mandioca, os principais elementos necessários no solo são o cálcio e magnésio, fornecidos através da aplicação do calcário; o nitrogênio, que deve ser aplicado em cobertura de 30 a 60 dias após a brotação das manivas; o fósforo, que deve ser aplicado de uma só vez no sulco ou na cova de plantio; e o potássio, fornecido através da colocação de uma camada de três centímetros de terra em cima do adubo.

Saiba fazer a irrigação

Nessa cultura, é preciso manter o solo sempre úmido, sem que ele fique encharcado. Sabemos que essa planta é muito sensível à falta de água durante os cinco primeiros meses de cultivo, portanto, é necessário um cuidado maior nesse período.

Como fazer a colheita da mandioca?

A mandioca é usualmente colhida de forma manual. Trata-se de um cultivo de ciclo longo, já que sua colheita pode ser feita a partir do sexto mês de produção e durar até três anos, dependendo da cultivar e das condições de plantio. 

Assim, geralmente, a mandioca mansa é colhida entre 8 e 14 meses, e a mandioca para indústria entre 12 e 24 meses. Além disso, as condições de solo e clima determinam as facilidades e dificuldades ao colher essas plantas.

Como proteger sua plantação de mandioca contra pragas e doenças?

A mandioca é sensível ao aparecimento de plantas invasoras nos 100 primeiros dias do ciclo de plantio. Dessa forma, as daninhas devem ser retiradas regularmente nesse período, e para isso podem ser utilizados a enxada, herbicidas ou cultivadores.

Em relação aos insetos e pragas, os mais importantes no cultivo da mandioca são: mandarová, lagarta, broca do caule, ácaros, mosca branca, percevejo de renda, cupins e formigas. O controle deve ser feito com inseticidas biológicos e com o manejo integrado

Por fim, a mandioca sofre com o ataque de várias doenças, essas que dependem de onde essa planta está sendo cultivada. Exemplos são a Podridão da raíz, a Podridão branca, a Mancha parda, a Mancha branca, a Bacteriose e a Antracnose. Para o controle dessas doenças, é recomendado o uso de variedades resistentes, a seleção de ramas para o plantio, a rotação de culturas e os tratos culturais adequados.

Dependendo da variedade, tanto a planta quanto as folhas e os ramos da mandioca podem ser consumidos. No entanto, esse alimento sempre precisa passar por um processo de aquecimento para não ser consumido cru. Em suma, plantar mandioca é atraente para diversos produtores devido à facilidade no manejo e, seguindo as dicas deste guia prático, a produtividade na sua lavoura é garantida. Gostou do nosso conteúdo? Também temos um texto interessante sobre o plantio de cana-de-açúcar, não deixe de conferir!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.