Holstein-Frísia: tudo que você precisa saber sobre essa raça de gado

Holstein-Frísia: tudo que você precisa saber sobre essa raça de gado

O Holstein-Frísia, também chamado de Gado Holandês, é uma raça conhecida pela produção de carne e, principalmente, pela alta produção leiteira. Atualmente, é a raça que mais produz leite no mundo, o que torna esse bovino uma referência nesse setor.

Com boa adaptação a diversos climas, essa raça de gado é uma das mais difundidas do mundo, estando presente em mais de 50 países. Só no Brasil, existem mais de 2 milhões de animais registrados. Para saber a origem do Holstein-Frísia, assim como as principais características e vantagens da sua criação para os produtores, continue lendo nosso texto!

Origem da raça Holstein-Frísia

Os registros sobre a origem da raça Holstein-Frísia não são muito concretos, contudo, existem evidências que datam a existência do animal desde 2000 a.C., com sua domesticação sendo feita há 2000 anos atrás. Sua provável origem é europeia, mais especificamente da Frísia, no norte dos Países Baixos, e de Holstein, na Alemanha.

Desde muitos séculos, essa raça de gado tem sido criada na Holanda, na Alemanha e na Dinamarca. Dessas regiões, o gado foi levado para o restante do mundo, com a finalidade de produzir tanto carne quanto leite.

No século XIX, foi iniciada a exportação dos primeiros exemplares desses bovinos para a América do Norte. Com isso, houve grande desenvolvimento genético da raça, e também a diminuição do número de cruzamentos entre espécies.

Além disso, por volta de 1970, o nome Holstein-Frísia passou a ser utilizado no mundo todo ao se referir a esse gado. Ainda nessa época, as linhagens norte-americanas da raça passaram a ser as preferidas entre os criadores. Isso gerou a exportação do sêmen desse gado para diversos países, com o objetivo de melhorar a genética dos animais.

Em relação à introdução do Gado Holandês no Brasil, dados históricos relatam que essa raça foi trazida nos anos de 1530 e 1535. Atualmente, aproximadamente 84% dos criadores nacionais residem nos estados de São Paulo, Paraná e Minas Gerais.

Principais características do Holstein-Frísia

O gado Holstein-Frísia possui uma morfologia característica dos animais com aptidão leiteira. Dessa forma, a vaca dessa raça apresenta grande desenvolvimento do sistema mamário.

Além disso, a estrutura desse bovino é corpulenta, lhe permitindo consumir grandes quantidades de forragem. Portanto, o Gado Holandês pode atingir até 1,54 metros de altura e pesar de 600 a 700 quilos, quando são adultos. Outras características presentes nessa raça são:

  • Pelagem malhada em preto e branco e, em alguns casos, vermelho e branco;
  • Pele macia e fina, revestida por pelos sedosos e curtos;
  • Cabeça longa, bem moldada e com fronte ampla;
  • Olhos aflorados, focinho largo, mandíbulas fortes e barbela pequena;
  • Pescoço longo e delgado;
  • Ventre e vassoura da cauda de cor branca;
  • Peito largo e costelas arqueadas e profundas;
  • Úberes volumosos e bem inseridos, com ligamentos fortes;
  • Garupa comprida e larga, com ossos ilíacos proeminentes;
  • Coxas retas, delgadas, bem separadas entre si;
  • Pernas com ossatura limpa e achatada;
  • Cascos fortes.

Vantagens da raça na produção agropecuária

A criação de Holstein-Frísia traz diversos benefícios ao produtor pecuário, já que esse gado apresenta ótima relação custo-benefício, necessitando de poucos gastos para sua manutenção. Além disso, o bovino possui boa adaptação, e também pode ser usado em cruzamentos e para a dupla aptidão: produção de carne e leite. Vejamos um pouco mais a seguir.

Boa adaptação

O Holstein-Frísia tem capacidade de se adaptar a vários climas, seja ele desértico, frio ou tropical. Portanto, é um animal de ótima adaptação, podendo ser criado em diversas regiões do Brasil e do mundo.

Uso em cruzamentos

O Holstein-Frísia é um gado muito utilizado no setor de cruzamento industrial. Dessa forma, é uma raça matriz para cruzamentos contínuos e de raças compostas.

Excelente relação custo-benefício

Em relação ao custo benefício, adquirir o Gado Holandês pode trazer muito retorno financeiro ao produtor, devido à sua alta eficiência na produção de carne e leite. Além disso, é um animal que não exige muitos gastos na sua manutenção.

Sua alimentação, por exemplo, não exige cuidados especiais. Assim, apesar de comer em grande quantidade, para criar esses animais é suficiente a presença de forragem de boa qualidade, plantas e folhas secas no ambiente em que vive.

Dupla aptidão

Esse bovino também é utilizado na produção de carne e, pelos melhoramentos genéticos que vem sofrendo, a qualidade deste produto está cada vez maior. No entanto, a principal vantagem desse gado é em relação à alta produção de leite, onde a raça é referência mundial nesse aspecto. Além disso, o leite desse animal é considerado de alta qualidade.

Destaque do Holstein-Frísia na produção leiteira

O Holstein-Frísia é a raça bovina que mais produz leite, sustentando, dessa forma, a pecuária leiteira mundial. Em média, uma vaca dessa raça pode produzir até 10 mil litros de leite por ano.

Além de maior quantidade, a qualidade do leite produzido pelo Gado Holandês também é superior à de outros animais. Isso acontece pois o leite da raça contém mais quantidade de proteínas e gorduras, sendo uma ótima fonte de alimento para o ser humano.

Dessa forma, a alta produção de leite com qualidade, associada aos longos períodos de lactação, faz com que a vaca Holstein-Frísia esteja sendo cada vez mais utilizada no Brasil e no mundo. Em território nacional, a venda desse gado com a finalidade leiteira proporcionou grande crescimento econômico nas últimas décadas, principalmente na região Centro-Sul.

Saiba mais sobre a ABCBRH – Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa

A Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa – ABCGH é responsável pela proteção, preservação e divulgação da importância do Holstein-Frísia no Brasil. A entidade foi fundada em 1934, por Bento de Abreu Sampaio Vidal, um criador da raça do estado de São Paulo, com objetivo de apoiar e nortear o rumo do Gado Holandês no Brasil.

A associação possui hoje nove filiadas, que estão localizadas em regiões estratégicas do país. Contabilizando mais de 2.500.000 animais registrados, a ABCGH tem o mais completo banco de dados de uma raça de gado em todo o território nacional, o que a torna uma associação reconhecida internacionalmente por isso.Devido à sua boa adaptação, assim como a dupla aptidão, o uso em cruzamentos e os custos baixos para sua criação, o gado Holstein-Frísia possui destaque no mundo pecuário. Além disso, sua admirável produção leiteira faz com que essa raça esteja sendo cada vez mais requisitada por produtores do mundo todo. Se deseja saber mais informações sobre a produção de leite bovino, leia também nosso conteúdo sobre gado leiteiro. Esperamos que goste!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.