Gesso agrícola: saiba como ele ajuda os produtores agrícolas

Gesso agrícola: saiba como ele ajuda os produtores agrícolas

João Fowler | Tecnologia no Campo

O manejo de solo compõe uma importante etapa para garantir altas produtividades.

Nos últimos anos, ocorreram diversas mudanças na forma de preparo do solo, onde o revolvimento e utilização de maquinário pesado do preparo convencional foram substituídos por maquinários específicos de plantio e manutenção de resíduos vegetais do cultivo anterior, que caracterizam o plantio direto.

Além disso, as informações nutricionais e condições químicas do solo tornam-se cada vez mais precisas com o auxílio da agricultura de precisão, permitindo exatidão na recomendação de adubação e calagem

Assim, se torna viável a expressão do potencial genético das novas cultivares e caracterizam uma agricultura moderna, influenciada pelas tecnologias que facilitam a vida do homem no campo.

No Brasil, as práticas de manejo de solo são muito importantes. A maior parte dos solos do nosso país são os latossolos, caracterizados por terem boas aptidões físicas com boas profundidades e em relevos adequados para a prática agrícola.

No entanto, as condições químicas em condições naturais são precárias, apresentando altos níveis de acidez, com elevada concentração de alumínio e deficiência de nutrientes, fatos que exigem a ação do homem.

Além da calagem e adubação, há outro importante componente do manejo que contribui para tornar nossos solos adequados à agricultura: a gessagem.

Nesse texto, você saberá sobre:

  • O que é o gesso agrícola e sua composição
  • Quais suas funções do gesso agrícola
  • Mistura gesso e calcário
  • Como calcular a quantidade de gesso a ser aplicada
  • Preços do gesso agrícola
gesso agrícola

Fonte: sistemafaep.org.br

O que é o Gesso Agrícola e qual sua composição?

O gesso agrícola ou sulfato de cálcio (CaSO₄.2H₂O) é um subproduto da reação do ácido sulfúrico com a rocha fosfatada que ocorre no processo de fabricação de fertilizantes fosfatados.

Apesar de possuir cálcio em sua composição e reagir com o alumínio, o gesso ou sulfato de cálcio NÃO é considerado um corretivo de acidez.

De acordo com a legislação brasileira, especificamente a Instrução Normativa Nº 35 de 2006, o gesso agrícola se enquadra como um corretivo de sodicidade.

Além disso, a legislação exige o cumprimento de algumas garantias para um produto ser enquadrado como um corretivo de sodicidade tais quais possuir em sua composição, no mínimo, 16% de cálcio, 22% de óxido de cálcio e 13% de enxofre e ser obtido através da fabricação de ácido fosfórico ou beneficiamento de gibsita.

Funções do gesso agrícola

A aplicação de gesso apresenta uma série de benefícios que interferem desde o desenvolvimento das raízes ao aumento da resistência da planta em períodos de seca.

Dentre esses benefícios, podemos destacar:

  • Fornecimento de Cálcio e Enxofre ao solo

Segundo a Embrapa, a aplicação de gesso fornece cálcio e enxofre rapidamente para as plantas e, devido a sua alta solubilidade, é considerado uma importante fonte de cálcio para as camadas mais profundas do solo.

O gesso agrícola se torna muito útil em culturas que demandam esse nutriente em altas quantidades e possuem raízes mais profundas, como na cultura da macieira, por exemplo.

Em relação ao enxofre, o gesso se torna uma importante fonte de adubação desse elemento, principalmente em culturas como a soja, na qual 40% do enxofre absorvido é exportado para os grãos.

O enxofre é extremamente importante para as plantas. Ele atua na composição protéica e sua deficiência gera clorose nas folhas, reduzindo a capacidade fotossintética, devendo ser adubado em manutenção para manter os altos níveis de produtividade.

  • Formação de complexo com alumínio

Outro benefício da aplicação do gesso está na redução do alumínio solúvel. O sulfato de cálcio, em contato com a água do solo, dissocia-se em íons de cálcio e sulfato. O cálcio interage com as partículas de solo e o sulfato reage com o alumínio, formando um produto insolúvel, que precipita e impede a absorção pelas plantas.

  • Permitir maior desenvolvimento radicular

O fornecimento de cálcio promove maior divisão celular em virtude da ligação do cálcio com a calmodulina, presente nas células meristemáticas, como as extremidades de raízes. Isso, somado à baixa concentração de alumínio trocável complexado pelo gesso promovem maior desenvolvimento radicular.

  • Resistência a períodos de seca

O maior desenvolvimento radicular também favorece o aumento da resistência da planta em períodos de seca. Com raízes mais profundas, a superfície de captação de água da planta aumenta consideravelmente, sendo de grande valia em períodos de seca que podem comprometer a produção agrícola.

Misturar gesso e calcário é recomendado?

A mistura de gesso e corretivos de acidez deve ser avaliada com prudência, observando as condições de solo existentes (textura e teor nutricional).

De acordo com o Manual de Adubação e Calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a mistura de gesso ao calcário não é interessante por reduzir o PRNT.

Porém, segundo o Manual de Fertilidade e Nutrição de Plantas (COAMO/CODETEC), tal mistura pode amenizar desequilíbrios nutricionais que a alta quantidade de gesso pode ocasionar, principalmente na relação entre cálcio e magnésio e potássio, além de ser mais econômica.

Como calcular a quantidade de gesso a ser aplicada?

Assim como no cálculo de calagem e escolha do calcário, a textura do solo também é importante para determinar a quantidade de gesso a ser aplicada.

NG = 0,004 x g.Kgᐨ¹ de argila

Também podem ser consideradas as seguintes condições conforme a tabela abaixo:

Solo Arenoso; < 150 g/Kg de argilaNG = 0,5 toneladas por hectare
Solo Arenoso; 150 – 350 g/Kg de argilaNG = 1,0 toneladas por hectare
Solo Argiloso; 360 – 600 g/Kg de argilaNG = 1,5 toneladas por hectare
Solo Argiloso; >600 g/Kg de argilaNG = 2,0 toneladas por hectare

*Caso o gesso seja utilizado como fonte de enxofre, a recomendação é de 200 Kg por hectare.

Fonte: COAMO/CODETEC

Para a aplicação do gesso, deve-se realizá-la a lanço, essencialmente com o produto seco. Não há necessidade de incorporação por ser móvel no solo e atingir as camadas profundas naturalmente.

Preço do Gesso Agrícola

O preço do gesso agrícola varia muito conforme a região em decorrência do preço do frete e da demanda pelo produto.

Em média, pode ser encontrado por R$ 200,00 a tonelada e pode ser encontrado em revendas locais ou grandes empresas de fertilizantes, como a Fertipar, por exemplo.

Saiba tudo sobre o GPS Agrícola
8 tecnologias que mudaram as atividades no campo
Entenda tudo sobre Drones na Agricultura
MAIS PUBLICAÇÕES