Exportações do Agronegócio representam metade do valor exportado pelo Brasil

As exportações do agronegócio do Brasil representaram 51,2% do valor total exportado pelo país em julho. De acordo com o Ministério da Agricultura, as exportações do agronegócio atingiram a marca de US$ 10 bilhões, uma alta de 11,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. 

O resultado foi impulsionado pelo relevante aumento de volume comercializado de produtos como: açúcar (+92,3%), algodão (+64,4%), carne suína (+45,0%), soja em grão (+39,4%), celulose (+35,1%) e carne bovina (+20,9%).

Foi identificado também um crescimento nos embarques para a China de 38,4% no valor exportado pelo agronegócio brasileiro no mês passado. 

Mercado de Exportações do Agronegócio Brasileiro

A soja, principal produto de exportação do Brasil, chegou a embarcar 10,4 milhões de toneladas em julho deste ano, gerando uma receita de US$ 3,61 bilhões para o país. Desta quantidade, a China foi responsável pela compra de 7,9 milhões de toneladas, representando 75,8% da quantidade exportada do grão.

Em termos de avanço percentual no valor exportado, o ministério destacou o açúcar. Visto que seus embarques geraram uma receita de 964 milhões de dólares, um incremento de 83,4% no ano a ano. O aumento de 92,3% na quantidade exportada, que alcançou a marca de 3,5 milhões de toneladas em julho de 2020.

As exportações de algodão, não cardado nem penteado, foram de 77 mil toneladas, totalizando US$ 107 milhões. Já a celulose apresentou uma redução no valor exportado mesmo tendo aumentado 37,1% em quantidade, isso ocorreu devido a queda de 37,2% no preço médio do produto. Assim, totalizou US$ 480 milhões em julho de 2020.

Quando analisado as carnes, a suína e a bovina foram as com melhores desempenhos nas exportações. A expansão da carne bovina de 23%, subiu de US$ 631 milhões (julho de 2019) para US$ 776 milhões em julho deste ano. Já a carne suína incrementou 34,2% em valor, atingindo a cifra de US$ 202 milhões em julho de 2020. 

Entretanto, mesmo com os números positivos o saldo da balança ficou em US$ 9 bilhões, já que as importações sofreram uma diminuição de 16,3%, atingindo US$ 982 milhões em julho.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.