Agricultura Orgânica

Agricultura Orgânica: o que é, como começar, métodos e vantagens!

Que a verdade seja dita: a agricultura orgânica não é apenas uma tendência, é muito mais do que isso. Ela é um estilo de vida sustentável que tem benefícios importantíssimos se comparado à agricultura não orgânica.

Além disso, esse tipo de atividade agrícola não é novidade, pois é praticada desde os tempos antigos. A agricultura é considerada uma das profissões mais antigas do mundo.

Se você é um agricultor em momento de transição para a agricultura orgânica ou apenas quer informações sobre como começar uma horta orgânica, não se preocupe, pois você está no lugar certo!

Neste artigo, trouxemos informações importantes para quem quer começar ou aprofundar seus conhecimentos sobre o tema, desde definição, benefícios e até dicas para cultivar de forma orgânica.

O que é Agricultura Orgânica?

A Agricultura Orgânica é aquela que usa um controle de pragas e fertilizantes de base ecológica.

Esses fertilizantes, em geral, são derivados de resíduos animais e plantas.

Atualmente, temos a chamada Agricultura Orgânica Moderna, que é uma espécie de resposta aos danos ambientais que foram causados ao longo todo tempo devido à utilização de produtos químicos, pesticidas e fertilizantes convencionais.

Qual é a diferença entre Agricultura Orgânica e Agricultura Convencional?

Se comparada à Agricultura Convencional, a principal diferença é que a Agricultura Orgânica usa menos pesticidas, além de reduzir a erosão do solo, o acúmulo de nitrato nas águas subterrâneas ou superficiais.

Outra diferença diz respeito ao próprio cultivo e outras práticas agrícolas, já que na agricultura convencional é comum encontrar a monocultura.

Vantagens e desvantagens da Agricultura Orgânica

A Agricultura Orgânica pode trazer muito vantajosa. Confira alguns benefícios a seguir:

Menos investimento inicial: para ter um cultivo com base nesse modelo, é necessário um capital inicial bem menor se comparado com outros tipos de cultivo. Isso porque não é preciso gastar com fertilizantes químicos, por exemplo. Muitos fazendeiros, ao começar, fazem grandes empréstimos. Com uma prática orgânica, essa necessidade diminui consideravelmente.

Maiores margens de lucro: é claro que é preciso analisar as condições, contextos e métodos utilizados. Mas é comum a agricultura orgânica lucrar mais que a convencional, uma vez que todos os produtos são vendidos por um valor de 20 ou 30% maior.

Biodiversidade e nutrição: o meio ambiente se beneficia muito da agricultura de muitas e diferentes maneiras. Evitar produtos químicos ajuda a melhorar a biodiversidade da área. Assim, o solo se mantém rico, saudável e nutrido.

Métodos de agricultura orgânica

Existem alguns métodos muito comuns quando a prática agrícola é orgânica. Para ajuda-lo, separamos as principais:

Fertilizante orgânico

Os fertilizantes orgânicos são um dos aspectos mais importantes da agricultura orgânica.

Este processo inclui o uso de nutrientes ideais para aumentar o crescimento de suas colheitas. 

Os métodos como compostagem, cobertura morta e uso de biofertilizantes ajudarão a promover o crescimento saudável da safra, bem como a manutenção da riqueza do solo.

Rotação de colheitas

A agricultura orgânica depende diretamente da saúde do solo, portanto, a rotação de culturas é uma grande parte do processo. 

A rotação de colheitas é capaz de manter o solo equilibrado para que certos nutrientes não se esgotem, já que várias safras requerem diferentes nutrientes e deixam outros para trás. 

A rotação de culturas também é importante para reduzir a pressão de insetos e ervas daninhas, enquanto complementa os nutrientes do solo.

Manejo de ervas daninhas

Para os agricultores, o manejo de ervas daninhas pode ser um obstáculo para a produção de milho orgânico ou de outras culturas. 

Isso porque as ervas daninhas podem reduzir sua produção e consumir recursos destinados às suas colheitas, como nutrientes, água e luz solar. 

Para lidar com isso, existem muitas opções que os agricultores orgânicos podem usar para controlar ervas daninhas, como:

  • Remoção manual (remoção manual, arrancamento e corte);
  • Roçada;
  • Cultivo mecânico;
  • Controle térmico.

Agricultura orgânica: como começar

Para começar a investir nesse modelo o ideal é fazer um planejamento adequado que leve em conta um período de transição, análise do clima, plano de recuperação do solo e um cronograma de plantação.

Para quem já é produtor orgânico, pode fazer o Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, do Ministério da Agricultura.

Se interessa por Agricultura? Então leia também:

Mecanização agrícola: entenda a importância desse aprimoramento para o agronegócio global

Agricultura Itinerante: o que é, vantagens, desvantagens

Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF): tudo o que você precisa saber!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.